segunda-feira, 11 de junho de 2012

Nasceu um Anjo!





E Deus mandou seus anjos. Eles vieram, deram voltas ao redor da cama e começaram a voar trançando pela cama. Muitos risos, brincadeiras e alegria. Eles estavam felizes, porque estavam para ganhar mais uma companheira. Mais um anjo vai subir aos céus e fazer parte deste imenso numero de anjos e espíritos de luz, que iluminam nossas vidas e destinos. 

Brincam, voam e dão até cambalhotas no ar. Eles fazem muito barulho. Inaudível aos nossos ouvidos é claro. Mas o que, aos poucos, é notado pela nova companheira. O tempo passa e eles descobrem que está na hora. É chegada a hora. Precisam levar a nova companheira. 
Tocam sua testa, para acalmar seus pensamentos. Sopram em seu ouvido mensagens que todos ficariam bem. Sua alma aos poucos começa  descansar e se libertar do corpo. Precisam agora parar a válvula mestra. 
O maior trabalho que terão será parar o motor de uma vida. O mote que norteou sua existência. Como vão fazer para parar o produtor de tanto amor? Como vão parar a inspiração de tantas vidas? Como conseguiram cessar as batidas compassadas, que mesmo depois de mais de oito décadas, ainda brotam e jorram amor? Como será que conseguirão parar a fonte inspiradora de amor de tanta gente? 
Olham para o céu, parece que conversam com Deus. Todos se reúnem lado a lado ao entorno da cama. Agora batem suavemente as asas, apenas para lhe darem equilíbrio e parar no ar. Estendem suas mãos e todos tocam, juntos, o coração do novo anjo. As máquinas presas ao corpo do anjo param sem entender por que. O homem de branco que fazia seu papel muito compenetrado, não percebe que ali nascia mais um anjo. Acha ele, que ali morria uma pessoa. 
Os anjos brincalhões dão boas vindas àquela e chega. Todos se abraçam e abraçam a nova companheira. Dizem a ela que logo irá aprender a voar e que terá muito trabalho pela frente. Em um tom solene, rezam uma prece. Dão um rápido passeio para dar a última olhada em suas crias, amigos e parentes. A transição começa a acontecer. Nasce ali mais um anjo. 
Vai meu anjo, sobe para seu novo lugar. Vai voar novos voos. Vai cumprir seu novo papel. Infelizmente você não podia ser eterna aqui nesta existência, pois foi promovida com honra ao mérito, à condição de novo anjo. 
Vai meu anjo, vai espalhar amor por onde voar. Vai fazer o que mais soube fazer nesta vida - proteger, amar e ensinar. Vai mostrar a arte de saber amar incondicionalmente. Vai mostrar a arte de ser gigante, mesmo sendo pequenina. Vai mostrar a arte de ser guerreira, mesmo parecendo frágil. 
Vai meu anjo, vai agora de cima olhar por todos que sempre olhou. Vai agora de cima continuar a nos guiar. Vai agora de cima nos intuir no lugar de nos falar. Vai agora de cima nos seguir, no lugar de nos esperar. Vai agora de cima nos rodear e proteger, ao invés de apenas rezar e desejar. 
Vai meu anjo, vai brilhar onde brilham os anjos. Vai ser especial também em sua nova morada. Vai mostrar como se faz. Vai levar luz e alegria para outros lugares. Vai rever os seus. 
Vai meu anjo, vai lá para sua nova morada, falar feito anjo na chuva. Vai mostrar que tens um humor refinado. Que tens uma língua afiada. Que para proteger sua cria, enfrentou a tudo e todos. 
Vai meu anjo amado. Sei que se fosse por você não seria anjo, pelo menos agora. 
Vai meu anjo lindo. Vai meu anjo fofinho. Vai meu anjo de cabelos alvos, como suas novas asas. 
Vai meu anjo, a tristeza que deixou é passageira. O que ficará serão seus ensinamentos. O que brotará será o amor que cultivou. O que florescerá serão seus frutos. 
Vai meu anjo, seu olhar nunca sairá das nossas lembranças. Sua ausência será sentida a cada dia de nossas vidas. Seu sorriso não brilhará mais a não ser em nossas mentes. 
Vai meu anjo amado, te peço pela última vez: "Bença" Mãe! "Bença" Vó!

João Luiz Figueiredo Braccini

Crônica de meu irmão caçula João Luiz dedicada à Mamys Therezinha.

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje...



30 comentários:

  1. Meu amigo, que texto mais deslumbrante! As poucas vezes em que presenciei uma passagem, sinceramente, eu nunca me concentrei no que foi, mas no que estava sendo. Nessas horas, em que nosso esforço (às vezes duvido um pouco do propósito desse esforço) cede lugar a um momento maior, apesar da tristeza, eu consigo sentir algo muito semelhante a um nascimento. E o texto do seu irmão trouxe pra mim, de uma forma que eu jamais imaginei, o que minhas sensações apenas resvalaram até hoje.

    Beijos, meu lindo.

    ResponderExcluir
  2. que vontade de dar um abraço apertado nesse muso filho de anjos!
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Muito belo esse texto, Bratz!
    Um abração gigantesco

    ResponderExcluir
  4. Seu irmão falou com o coração Paulo. É realmente um nascimento. A mãe de vocês renasceu, mais pura que antes em um lugar onde terá paz, tranquilidade e amor. Tanto quanto o tinha entre vocês. Mas era chegada a hora. Chegará a nossa também. E pra sorte de vocês ela será um dos anjos que virão lhes dar boas vindas.
    Abraços querido

    ResponderExcluir
  5. Nem sei o que dizer, querido... todos já disseram algo, fiquei sem o fator originalidade...
    Mando apenas meu abraço!

    ResponderExcluir
  6. bonito, é realmente um coração falando.

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto. Sem palavras. ^^

    ResponderExcluir
  8. Irmão de Braccini, Braccini é! Muito lindo! Grato por compartilhar! Hugzzz!

    ResponderExcluir
  9. Irmão dO Bratz, mas essa familia é muito chic ...... todos escritores com nomes gigantesco ... phinaaaaa

    ResponderExcluir
  10. A sensibilidade sua e do autor (seu irmão) nos traz uma boa energia de positividade no que refere-se a fé. portanto rogo aos seus leitores que façam uma profunda reflexão do testo que para mim se transformou em prece.
    Abraço e obrigado por se retratar como amigo do lucidreira.

    ResponderExcluir
  11. Bratz:

    Quanta beleza, quanta sensibilizade, quanto amor, quanta energia boa. (com os olhos cheios de lágrimas).
    Beijooo e linda semana.

    ResponderExcluir
  12. DNA top de linha... esse dos Braccini...

    ResponderExcluir
  13. Nossa, que coisa mais linda!!!
    Meu Deus, a emotiva aqui está chorando.
    Que sensibilidade ímpar de seu irmão.
    Nesses últimos tempos, nunca li algo de tão lindo e mágico.
    Que esse anjo amado, Dona Therezinha, com suas asas acolha cada ente querido dela.

    Engasgada aqui.

    Beijos meu querido amigo Paulo.

    ResponderExcluir
  14. A última frase arrancou um lágrima aqui, meu lindo! "Pela última vez, 'Bença', mãe!" Nossa que coisa linda. As nossas mamães leoas sempre do nosso lado, rugindo para o mundo "Some de perto das minhas crias" e então frágil, dependente do nosso cuidado. Às vezes a gente se acha até indigno da tarefa? Como fazer jus ao que ela fez? As suas últimas publicações têm me emocionado profundamente, meu lindo. Dê parabéns ao seu irmão por esse amor tão bonito.

    Um abraço apertadíssimo, Bratz.

    ResponderExcluir
  15. Oi ... Poxa, lindo texto. Intenso. Abraços !!

    ResponderExcluir
  16. Muito muito muito bonito!
    Fiquei arrepiado.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Lindo texto, Bratz. Espero que vc esteja bem.

    bjão!

    ResponderExcluir
  18. adorei o texto... parabens... muito bom...

    ResponderExcluir
  19. O RS te espera, meu caro! Com frio, mate e churrascada na brasa! Hehehe! Bjz!

    ResponderExcluir
  20. Me emocionei muito com esse texto, Bratz. Arrepiado enquanto escrevo esse comentário. Que lindo e que saudoso o seu coração!O seu anjo está realmente no céu, lindão.
    Bjus e obrigado pela sua amizade.

    ResponderExcluir
  21. putz...um dia pedirei esse texto emprestado, se me permite.

    escutou o cd que postei? acho que só quem está próximo dos 40 ou passou que reconhecerá as musicas...rs

    abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. todo seu querido ... escutei sim ... amei ... ah! eu já passei e muito ... por isto gostei tanto ... afinal música de uma geração de bom gosto né?

      Excluir
  22. Todos vcs meus queridos são uns fofos ... amo vcs todos ... obrigado pelo carinho ... queria abraçar e beijar a cada um mas isto não é possível, então sintam-se abraçados e beijados mesmo q virtualmente ...

    A vida continua ... bora viver ... é isto q Mamys espera de mim ... chega de tristeza ... só a saudade e a doce lembrança ... amanhã o Bratz volta com tudo ... com certeza

    ResponderExcluir
  23. Paulo Braccini realmente nosso Anjo quer que sigamos nossa vida, então vamos à luta. As lágrimas ainda voltarão, mas até elas fazem parte. Queria agradecer ao carinho de todos. Li cada um dos comentários, chorei, li novamente e chorei novamente (também não vale, ultimamente tenho chorado até em propaganda de margarina). A crônica? Bom esta eu li umas 100 vezes desde 01/07 às 01:52. Queria agradecer a energia positiva, a energia dos amigos, mesmo direcionada, ajuda a cicatrizar a alma. Fiquem todos com Deus e sejam felizes.... Mais uma vez obrigado.... João Braccini

    ResponderExcluir
  24. Que bela homenagem...Nossa me emocionei!!!Identificação quanto ao dirigir aos meus e pedi-los a "bença"...Tocante!!!Texto precioso...Parabéns ao seu irmão João pela sensibilidade e a você por compartilhá-lo conosco...
    Dante.

    ResponderExcluir
  25. Simplesmente lindo. Seu irmão transformou dor, despedida e saudade eterna em pura e simples homenagem com nome de poesia.

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin