segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Autocomiseração!



Nunca vi algo selvagem
tendo pena de si mesmo.
Cai um pássaro morto de frio de um galho
sem nunca ter tido pena de si mesmo.

D. H. Lawrence . The complete poems





Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Desistir nunca! Lutar sempre! A vida só é completa quando aceitamos seus desafios!

Parte do corpo de anjos que me acompanharam nesta luta. 

Construí amigos, enfrentei derrotas, venci obstáculos, bati na porta da vida e disse-lhe: 
Não tenho medo de vivê-la.

Oito anos de luta, 9 cirurgias,  chego ao começo de 2019 com o desafio maior: Enfrentar por  seis semanas os difíceis processos de Quimioterapia e Radioterapia.
Quem ama a vida tem que se expor e aceitar seus desafios sem medos. Assim decidi encarar mais este.
Foram dias difíceis mas, hoje recebo os termos de alta do tratamento. 
A alegria e a emoção estão à flor da pele.
O que dizer nesta hora? 
Agradecer. Agradecer à vida, agradecer à Deus, agradecer aos Médicos que me acompanham, agradecer aos anjos enfermeiros com quem convivi, agradecer à minha família, agradecer aos amigos, agradecer ao meu amor.
Obrigado a todos.
Sei que a luta ainda não acabou, ainda resta a recuperação, os exames e acompanhamentos, os resultados finais. Mas alegria de hoje é a força e a motivação para encarar o futuro com determinação e confiança.
Amo a vida e tudo o que ela nos concede. Vida plena exige superação de obstáculos e isto nunca me faltará.
Continuo minha caminhada, vivendo cada dia em plenitude.

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...


quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Perdemos a maior Diva do Teatro e da Música . Bibi Ferreira



Depois de duas tragédias 2019, para nós brasileiros, tem sido muito ingrato.
Não bastasse a perda de um dos maiores jornalistas Ricardo Boechat,  o ano ainda nos retirou a maior Diva do Teatro e da Música.
Reconhecida por seu talento, em todo mundo, Bibi Ferreira nos deixa aos 96 anos.
Saudades eternas Bibi!

"O que eu gosto muito num palco é que estou inatingível.
Quando estou num palco ninguém me toca.
É um momento só meu. Estou ali só para dar.
É o momento da criação.
Da comunhão.
É muito bonita esta comunhão palco e platéia.
É o momento em que, através de vocês, eu me encontro com Deus."
Bibi Ferreira 


Minha homenagem a esta DIVA Maior.


Bibi canta Edith Piaf


Bibi canta Frank Sinatra


Bibi canta Amália Rodrigues


Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

A vida em stand by!




É foda quando, de uma hora para outra, você percebe o quanto sua vida está uma merda. Isso mesmo, você desatento na zona de conforto e de repente ...
... de repente aparece uma pessoa.
E você inconscientemente torce para ele entrar no chat do facebook, quer rir junto, marca para fumar um cigarro, diz não saber o motivo - mas que ele te faz bem, só dorme depois de dar “boa noite”, e acorda com o primeiro pensamento nele. Assim, como num estalar de dedos, esta pessoa entra na sua rotina e aquele outro amor (o que não frutifica, mas te acompanha. Enfim...) ele começa a esmaecer.
Eis o tapa na cara, dado pela vaidosa e às vezes ruidosa e apressada vida, e então o click: “Que merda eu estou fazendo da minha vida ou melhor, não fazendo?”
A percepção evidente de que a vida estava passando sem ao menos você perceber os movimentos mais básicos, vivendo em stand by.
O que fazer? Não dá para correr de si mesmo. A dicotomia entre o novo brilho nos olhos que ele te traz ou a luz habitual que o outro ainda fornece é a grande questão que a vida jogou no seu colo a fim de que você, e só você resolva.
Aos poucos o novo cara toma conta dos espaços, e você percebe que a sua vida pode não ser aquela que você merece, mas está melhor. E o outro amor, aquele morno, esfria e rodopia pelo ralo da pia. A rotina silenciosa e os desencantos ainda estão aqui, mas agora há motivos para ao menos questionar esta vida mal vivida e sufocada pela mesmice e falta de horizonte – horizonte este que ele insiste em apontar e lá está.


Giuliano Nascimento

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje .
..

domingo, 3 de fevereiro de 2019

O Quarteto da Orgia!



Início de madrugada, de uma quinta-feira qualquer, telefonemas breves, passagem rápida para encontrar um dos amigos e saímos com o objetivo de beber uma cerveja – uma só – somos quatro, todos com mais de “trinta”: Um no início, outro no meio, e um representante do finzinho dos 30; o mais experiente contabiliza 41 anos (há pelo menos 04 anos o conheço e sempre a mesma idade, enfim...). Rasgamos a rua, caminhando lado a lado com passos sincronizados bem no meio da via, rindo alto e comentando o noticiário particular em comum.
Vindo na direção contrária um homem, que ostenta o epíteto “Chacal”. Ele olha o grupo, sorri maliciosamente, balança seu corpo e afirma com uma voz deliciosamente lasciva: Vocês hein, o Quarteto da Orgia.
Confesso que ao ouvir a designação me senti como uma prostituta barata, de bota cano longo, minissaia e cigarro na boca coberta de batom vermelho.
Estou seguro de que nunca integrarei uma orgia, sou careta e até um tanto “conservador” – mas o curioso é a percepção do Chacal à lascívia do grupo, que é verbalmente sexual.
Chegando ao “Zueira” (boteco que fica aberto a madrugada toda, todos os dias da semana), o que era a percepção de um notívago se materializa fisicamente.
Ao cumprimentar um amigo, este me abraça forte e me suspende pelas pernas até a altura de sua cintura, de forma violenta e ao mesmo tempo casual.
Os próximos minutos, enquanto a cerveja não acabava, foram sucessões de pequenas perversões:
Expulsão de uma bêbada (mal vista por alguns do grupo), o rapaz preferiu ficar com o Quarteto da Orgia, e falava isso em tom debochado para a rejeitada e inconformada mulher.
Vídeo pornô caseiro exibido para todos. Simulações de brigas por ciúmes, um pênis fora das calças em frente à mesa e todos, e a garrafa de cerveja ainda com conteúdo gelado.
Comentários maliciosos diversos, mordida no queixo, tapas nas coxas, brincadeiras de duplo sentido e olhares, olhares diretos nos olhos, sorrisos tímidos e as vozes dos homens a cada momento mais presentes e embaralhadas, graves e estridentes.
Na primeira sugestão em ir embora me levanto da cadeira e me despeço de longe – com o clássico tchauzinho de miss. Na segurança da minha casa, respirei aliviado pela não realização da profética frase dionisíaca. Perdoem-me as bacantes, mas de dissoluto só tenho a imagem.

Giuliano Nascimento

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

domingo, 27 de janeiro de 2019

Sensualidade!





Quando não se está tão bem como gostaríamos de estar, resta-nos aliviar com algum colírio para os olhos. A vida volta logo a fazer sentido, se é que vocês me entendem né? 
Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

O que isso significa?




– Por que não faz nada?
– Como assim?
– Sei lá.
– O que quer dizer?
– Não tem nada que queira fazer?
– Nada? Tipo o quê?
– Não sei. Você é bom em tantas coisas, poderia fazer o que quisesse. É bom em tudo que faz, não prefere fazer outra coisa? 
– Do que o quê? Ser marido? O pai da Frankie? O que quer que eu faça? Nos seus sonhos o que eu faço? 
– Não sei. Você é tão bom em tantas coisas. Consegue fazer tantas coisas. Tem tanta capacidade. 
– Para fazer o quê? 
– Pode cantar, desenhar…dançar. 
– Ouça, eu não queria ser o marido de ninguém. E nem queria ser pai. Não era meu objetivo. Deve ser de algum cara. Não era o meu. Mas de algum jeito era o que eu queria. Eu não sabia disso e só isso que quero. Não quero fazer mais nada. É o que eu quero. Eu trabalho para fazer isso. 
– Queria que trabalhasse em algo que não precisasse beber às 8h. 
– Tenho um trabalho que posso beber às 8h. É um luxo. Vou para o trabalho, bebo, pinto a casa de alguém. Eles ficam felizes, eu vou para casa, posso ficar com você. É um sonho. 
– Você nunca fica desapontado? 
– Por quê? Por que me desapontaria? Faço o que quero. 
– Tem potencial. 
– E daí? Por que tem que tirar dinheiro do seu potencial? 
– Não estou dizendo isso. 
– O que é potencial? O que é potencial? O que isso significa? Potencial de quê? Para virar o quê? 

Do filme Blue Valentine 

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 14 de janeiro de 2019

Se nega a dizer não!



Há uma solidão neste mundo tão grande
que você pode ver em câmera lenta,
nas mãos de um relógio
Pessoas tão cansadas, mutiladas por amor,
ou pelo não amor.
As pessoas não são boas com as outras 
Os ricos não são bons com outros ricos 
E os pobres não são bons com outros pobres 
Nós estamos com medo. 
Nosso sistema educacional nos mostra que todos 
nós podemos ser malditos vencedores. 
Não nos foi dito sobre os 
marginais ou os suicidas 
Ou o terror de uma pessoa 
que agoniza sozinha. 
Mais odiadores que amantes 
As pessoas não são boas umas com as outras 
Talvez se elas fossem, nossas 
mortes não seriam tão tristes 
Deve haver um jeito que 
nós ainda não pensamos 
Quem colocou esse cérebro em mim? 
Ele chora, exige 
Diz que há chance 
Se nega a dizer não 

Charles Bukowski

Bratz Elian 
enfim! é o que tem pra hoje ...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin