domingo, 27 de maio de 2018

A saga de uma Família Portuguesa. Os Figueiredo's!



Uma retrospectiva fotográfica que retrata parte da saga da família de minha Mãe.
Os Figueiredo's.

A família Figueiredo é bem reconhecida no Brasil. É fácil encontrar descendentes dessa família por aqui. Se você é um dos muitos descendentes dos Figueiredo, vai gostar de ver abaixo algumas curiosidades e informações desse sobrenome.
O sobrenome Figueiredo, assim como tantos outros, não surgiu no Brasil, por uma simples razão de que o Brasil foi colonizado e habitado primeiramente por estrangeiros. Dessa forma, os sobrenomes vêm de outros países e acabam ganhando popularidade uma vez que os imigrantes fizeram do Brasil sua nova morada.
Figueiredo é de origem portuguesa. Ele é classificado como toponímico, ou seja, de origem geográfica. Sua geologia refere-se a um lugar onde há figueiras (árvores de figo), conhecido por Figueiral. 
Outra provável origem para este sobrenome está relacionada a uma lenda ocorrida por volta do ano 783. Segundo a lenda, um cavaleiro arrancou o tronco de uma figueira para salvar donzelas em perigo. 
O cavaleiro era Goesto Ansures. Ele salvou donzelas cristãs de cativeiros quando eram conduzidas pelos mouros para pagamento do tributo de cem donzelas destinadas a concubinas do Rei Córdova. Os Mouros eram povos oriundos do Norte da África, que invadiram a Península Ibérica, onde hoje está localizado Portugal e Espanha, e dominaram toda a região. O herói arrancou o tronco de uma figueira e assim expulsou os inimigos e libertou as moças do cativeiro. 
Goesto Ansures apaixonou-se por uma das damas que ele salvou do cativeiro. Posteriormente casou-se com uma delas. Inicialmente tomou Figueereido como sobrenome. Posteriormente, depois de alterações gráficas, firmou-se Figueiredo. 
Existem duas variantes para o sobrenome dessa família. São elas: Figueiredo ou Figueredo. As duas variantes são bem reconhecidas e comuns de se encontrar. No Brasil, Figueiredo é a grafia mais popular para o sobrenome.

Raízes em Beira Alta . Portugal . Viseu




Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

domingo, 20 de maio de 2018

A Saga de uma Família Italiana. Os Braccini's!



Uma retrospectiva fotográfica que retrata parte da saga da família de meu Pai..
Os Braccini's

Família originária da Toscana, de tradição antiga e nobre, espalhada ao longo dos séculos em diferentes regiões da Itália. Essa cognominação, antes do século XV, deve derivar, por meio de mudanças na fonética dialetal, da aférese do nome medieval Fortebraccio; entretanto, não podemos excluir uma derivação do nome germânico medieval Brachus, modificado e modelado, no processo de latinização, através do uso de diminutivos ou carinhosos. Os nomes dos membros da família Braccini são freqüentemente encontrados em documentos e atos notariais, desde os séculos passados, dos quais seu status elevado aparece. A este respeito, recordamos: Atto, famoso ourives, que viveu em Pistoia, em 1394; Gioviano di Lucca, doutor em leis e pronúncia apostólica, residiu em Pistóia em 1632, autor de numerosas obras literárias e historiográficas; Gio Battista, doutor em leis, morou em Pistoia, em 1743; Lapo, notário e poeta por prazer, morou em Lucca, em 1747.


Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

domingo, 13 de maio de 2018

Uma aliança com a vida!



Mãe é o início de tudo e o elo eterno de uma existência.
Em homenagem ao dia deste fundamento compartilho, com os amigos, um trabalho fotográfico que mostra a saga do Bratz ao longo de sua aliança com a vida de quase 68 anos.
Momentos que a arte da fotografia, da música, das possibilidades tecnológicas nos permitem eternizar.
 
Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Nasceu um Anjo!




Há sete ou oito anos atrás conheci o amigo Adeilson [AD]. 
Amigo?
Mais que amigo!
Um irmão, um filho, sei lá como definir.
Do nada, BlogsVille fez com que cruzássemos nossas vidas.
Rápidas mensagens virtuais e já estávamos nos conhecendo em São Paulo.
Eu aqui nas Minas Gerais e ele lá do Sergipe.
Que distância que nada. Nada nos impediu de aproximarmos e construirmos esta nossa incrível amizade.
Depois de São Paulo, logo logo eu desembarcava em Aracaju para conhecer aquela terra linda e rever o amigo.
Ele veio a Belo Horizonte e nos honrou na casa de Elian
Novas indas e vindas BH/Aracaju, Aracaju/BH,
Teve também o Rio de Janeiro e Buenos Aires.
Quantas emoções vividas e compartilhadas.
Neste meio tempo perdi minha mãe e ele, junto e solidário, me ajudando a superar a dor.
O tempo vai passando e uma nova dor se abate sobre nós.
Agora é a perda de sua mãe.
Queria muito poder estar ao seu lado neste momento e poder te abraçar. Não estou em corpo mas estarei sempre em espírito.
Só me resta tentar passar um pouco de consolo para o seu coração sofrido nesta hora.
Deixo aqui para você meu AMIGO - meu IRMÃO - meu FILHO, uma crônica que meu irmão João escreveu para minha mamys quando de sua partida.

Nasceu um Anjo!

E Deus mandou seus anjos. Eles vieram, deram voltas ao redor da cama e começaram a voar trançando pela cama. Muitos risos, brincadeiras e alegria. Eles estavam felizes, porque estavam para ganhar mais uma companheira. Mais um anjo vai subir aos céus e fazer parte deste imenso numero de anjos e espíritos de luz, que iluminam nossas vidas e destinos. 
Brincam, voam e dão até cambalhotas no ar. Eles fazem muito barulho. Inaudível aos nossos ouvidos é claro. Mas o que, aos poucos, é notado pela nova companheira. O tempo passa e eles descobrem que está na hora. É chegada a hora. Precisam levar a nova companheira. 
Tocam sua testa, para acalmar seus pensamentos. Sopram em seu ouvido mensagens que todos ficariam bem. Sua alma aos poucos começa descansar e se libertar do corpo. Precisam agora parar a válvula mestra. 
O maior trabalho que terão será parar o motor de uma vida. O mote que norteou sua existência. Como vão fazer para parar o produtor de tanto amor? Como vão parar a inspiração de tantas vidas? Como conseguiram cessar as batidas compassadas, que mesmo depois de mais de oito décadas, ainda brotam e jorram amor? Como será que conseguirão parar a fonte inspiradora de amor de tanta gente? 
Olham para o céu, parece que conversam com Deus. Todos se reúnem lado a lado ao entorno da cama. Agora batem suavemente as asas, apenas para lhe darem equilíbrio e parar no ar. Estendem suas mãos e todos tocam, juntos, o coração do novo anjo. As máquinas presas ao corpo do anjo param sem entender por que. O homem de branco que fazia seu papel muito compenetrado, não percebe que ali nascia mais um anjo. Acha ele, que ali morria uma pessoa. 
Os anjos brincalhões dão boas vindas àquela que chega. Todos se abraçam e abraçam a nova companheira. Dizem a ela que logo irá aprender a voar e que terá muito trabalho pela frente. Em um tom solene, rezam uma prece. Dão um rápido passeio para dar a última olhada em suas crias, amigos e parentes. A transição começa a acontecer. Nasce ali mais um anjo. 
Vai meu anjo, sobe para seu novo lugar. Vai voar novos voos. Vai cumprir seu novo papel. Infelizmente você não podia ser eterna aqui nesta existência, pois foi promovida com honra ao mérito, à condição de novo anjo. 
Vai meu anjo, vai espalhar amor por onde voar. Vai fazer o que mais soube fazer nesta vida - proteger, amar e ensinar. Vai mostrar a arte de saber amar incondicionalmente. Vai mostrar a arte de ser gigante, mesmo sendo pequenina. Vai mostrar a arte de ser guerreira, mesmo parecendo frágil. 
Vai meu anjo, vai agora de cima olhar por todos que sempre olhou. Vai agora de cima continuar a nos guiar. Vai agora de cima nos intuir no lugar de nos falar. Vai agora de cima nos seguir, no lugar de nos esperar. Vai agora de cima nos rodear e proteger, ao invés de apenas rezar e desejar. 
Vai meu anjo, vai brilhar onde brilham os anjos. Vai ser especial também em sua nova morada. Vai mostrar como se faz. Vai levar luz e alegria para outros lugares. Vai rever os seus. 
Vai meu anjo, vai lá para sua nova morada, falar feito anjo na chuva. Vai mostrar que tens um humor refinado. Que tens uma língua afiada. Que para proteger sua cria, enfrentou a tudo e todos. 
Vai meu anjo amado. Sei que se fosse por você não seria anjo, pelo menos agora. 
Vai meu anjo lindo. Vai meu anjo fofinho. Vai meu anjo de cabelos alvos, como suas novas asas. 
Vai meu anjo, a tristeza que deixou é passageira. O que ficará serão seus ensinamentos. O que brotará será o amor que cultivou. O que florescerá serão seus frutos. 
Vai meu anjo, seu olhar nunca sairá das nossas lembranças. Sua ausência será sentida a cada dia de nossas vidas. Seu sorriso não brilhará mais a não ser em nossas mentes. 
Vai meu anjo amado, te peço pela última vez: "Bença" Mãe! "Bença" Vó!

João Luiz Figueiredo Braccini 31-05-2012

Agora, "maiinha" é mais um Anjo! Fica bem meu querido AD.


Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Fica!



Fica comigo, não me deixes,
a minha vida é tão vazia
que só tu, orgulhosamente humilde, me podes ajudar
a não perguntar mais nada.

Fica comigo, não me deixes,
tem pena da minha impaciência
que, rabiscada no diário de bordo de um navio-prisão,
perdurará até à eternidade.

Fica comigo, não me deixes
não conheces a raiva e nem a tua raiva durará para sempre –
e para onde irias, como te sentirias
quando estivesses farta? Espera um pouco, espera,
espera pelo menos até
que o carteiro chegue com as cartas que só a ti pertencem.

Vladimir Holan


Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Ausência!




Ausência

Por muito tempo achei que a ausência é falta.
E lastimava, ignorante, a falta.
Hoje não a lastimo.
Não há falta na ausência.
A ausência é um estar em mim.
E sinto-a, branca, tão pegada, aconchegada nos meus braços,
que rio e danço e invento exclamações alegres,
porque a ausência, essa ausência assimilada,
ninguém a rouba mais de mim.

Carlos Drummond de Andrade

E lá se vão seis longos anos. As lágrimas, a dor, a saudade, pouco a pouco foram sendo substituídas por este maravilhoso sentimento - Ausência.
Sim, Ausência - Um sentimento que nunca será roubado de mim.
No próximo dia 25 de abril celebrarei comigo mesmo e meu sentimento de Ausência seus 93 aninhos.
Beijo. Te amo e te amarei sempre!

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Tradição e Religiosidade nas Minas Gerais!




Aprecio e muito a nossa cultura, a nossa tradição e a nossa religiosidade em seus aspectos de dramacidade.
Este ano voltei a me fazer presente em eventos deste gênero.
Fui a Sabará, uma cidadezinha perto de Belo Horizonte, barroca e centenária, assistir e documentar sua belíssima tradição religiosa durante a Semana Santa. 
Elaborei um vídeo com as fotos dos eventos e aqui compartilho com os amigos do "enfim!"
Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Foi assim nos Bailes da Vida!


Depois de um patético circo de horrores programado pelos CANALHAS vermelhos, já ao fim da noite do histórico dia 07 de abril de 2018, que o povo brasileiro pôde dar início à virada em sua história.
Por um lado, o povo sofrido, enganado, surrupiado, roubado em seus bolsos e em sua dignidade, pôde soltar o seu grito de liberdade e de felicidade.
Confiram:



Por outro lado, a malta de cordeiros da ORCRIM [Organização Criminosa] comandada e insuflada pelo caudilho e seus asseclas, promovendo arruaça, baderna, tentativa de invasão ao prédio da Polícia Federal e confrontando as tropas de segurança.
Confiram:



Bratz, por sua vez, cantava de felicidade em solidariedade à sua gente:


Quarta feira próxima, dia 11 de abril, novo e talvez decisivo capítulo desta luta.O julgamento de ADC por parte do STF sobre a manutenção ou não da constitucionalidade do entendimento sobre a prisão de réu condenado em segunda instância após esgotados todos os recursos cabíveis nesta esfera judicial.
Estaremos alertas e esperançosos de que nossos juízes, ou a maioria deles, não nos deixem órfãos  da possibilidade de construirmos um país melhor.

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin