sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Rua dos Ramalhetes




As flores são o seu maior temor. Não importa se flores naturais ou artificiais como sua vida ao avesso. Uma simples gravura de uma desbotada flor qualquer lhe desperta o mais profundo sentimento de tristeza. Vive recluso, voltado para o escuro do tempo, chorando, se violentando. Sangrava suas mágoas em silêncio. Toda a noite coloca em seu Gradiente um LP de Edith Piaf. Fica ali parado sem razão, desejos, esquecido para o mundo. Quarta-feira de cinzas, sua ruazinha dorme o silêncio da alegria. O carnaval se foi na balada melancólica dos seus olhos aflitos. Nesta cinzenta tarde algo aconteceu. Decidiu não mais viver no submundo de si mesmo. Ligou para a floricultura, pediu todas as flores amarelas. As flores amarelas eram as que mais o apavorava. Decidiu entregar-se ao que mais lhe apavorava. Flores em casa, lágrimas, calafrios, tremores. Amanheceu. Corpo nu ao redor: flores na boca. Nas mãos cerradas, flores. Havia uma paz na cidade. Piaf: morta... Rua calma, arcoíris...

Ao longe uma criança canta:

“o anel que tu me deste era vidro e se quebrou 
o amor que tu me tinhas era pouco e se acabou.”

Edney Santana . Mais uma Dose 

Paulo Braccini
enfim! é o que tem pra hoje...

24 comentários:

  1. É sempre bom encontrar Mais Uma Dose por aí.

    ResponderExcluir
  2. Sensacional. E que as flores tenham cumprido sua tarefa de expulsar medos e rancores dele, completamente...

    Não gosto muito de flores. Associo muito mais com o luto do que com a alegria.

    Abração, Paulo!

    ResponderExcluir
  3. O texto do amigo Edney é perfeito e a música é linda.
    Bjux

    ResponderExcluir
  4. Uau! Que texto maravilhoso! Melancólico na medida certa.

    bj, meu querido.

    ResponderExcluir
  5. dose pra ser degustada assim como um vinho do porto raro.


    beijos, queridom

    ResponderExcluir
  6. A música de Tavito, homônima faz a gente estar na própria rua. Como eu gosto.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Coisa linda isso, Paulo!

    Dispensa comentários!

    Beijo meu querido, bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  8. "Decidiu não mais viver no submundo de si mesmo."
    Adorei a frase.
    Embora ele deteste as flores amarelas, elas ajudam a levantar o ânimo.
    Ótima sexta-feira pra todos.
    Bjux

    ResponderExcluir
  9. Se presentear com aquilo que lhe apavora!?
    Uau! Que idéia realmente maravilhosa! Com isso se expulsa os seus temores!
    maravilhoso texto!
    Obrigado pelos parabńes fih!
    Abraço e uma ótima sexta para ti!

    ResponderExcluir
  10. sempre sou surpreendida sempre que venho aqui!

    ResponderExcluir
  11. Nossa, esse texto me deu uma puta epifania... Onde eu tava mesmo?

    ResponderExcluir
  12. Lindo texto. Vc sempre nos surpreende, ora coloca textos superdivertidos, outros momentos, textos tão tocantes, tão poéticos. Lindo fds, querido, gde abraço.

    ResponderExcluir
  13. Maravilhoso texto e música!!
    Lindoo!
    Abraçoooo!

    ResponderExcluir
  14. Querido amigo, texto primoroso, adorei. Tem um selinho no Devaneios para você, espero que goste. Tenha um lindo final de semana. Beijocas

    ResponderExcluir
  15. Lindo texto ,adorei!


    Oi Paulão, estou na área novamente.

    Abraço e bom feriadão.

    ResponderExcluir
  16. Muito bom o texto do Edney!
    Abraço

    ResponderExcluir
  17. Nossa.

    Estou meio atônito até agora. Senti um ar de melancolia que até me apertou a garganta.

    Sei lá. Também não sou muito fã de flores mortas...

    ResponderExcluir
  18. Belo casamento entre música e o texto!

    ResponderExcluir
  19. Oi meu querido Paulo, cá estou de volta.
    Nossa que texto mais lindo, e a melodia então...nossa, amei.
    Bom estar de volta e ler algo tão bom.
    Estava com saudades.
    Beijos, muitos.

    ResponderExcluir
  20. O texto é magnífico. A música perfeita em si mesma e mais perfeita ainda em face do texto.
    Um momento gostoso, bonito.
    Muito bom gosto, Paulo.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  21. So sad... não to podendo, sabe.
    Não tem uma piada?

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin