segunda-feira, 24 de setembro de 2018

Esqueça, não vou me apaixonar!




Não vou me apaixonar por você, simples assim. 

E nenhum efeito vão me causar estes seus olhos amedrontados, os meios sorrisos fugidios e nem mesmo a maneira como você tenta se explicar de qualquer que seja a situação que meu olhar incisivo condena. Esqueça, não vou cair nas armadilhas de seus atos perniciosos que visam me agradar e, enfim, me capturar. Não serei seu par para mais uma dança, e nem adianta tentar me convencer mostrando as músicas de sua predileção e buscando nelas a trilha sonora em comum. Quem sabe entre elas esteja a nossa música? Não, não vou me entregar. Amigos, apertos de mãos e talvez algumas envergonhadas trocas de olhares, só isso e nada, mas nada mais mesmo. E a gente brigando, e rindo, fingindo que nos odiaríamos para todo o sempre e as mãos e faces rígidas – arianas – se desmanchando em sorrisos bobos e caretas inocentes. É, tenho de confessar, é bom estar com você, para você.

Eis que segue o fluxo cotidiano, e a certeza de que não vou me apaixonar, não posso e também não quero.

Apaixonar-se para quê? Não insista, desista de me seduzir assim de viés. Mas houve aquele beijo, as suas mãos firmes e o gosto acre na minha boca, afinal não era nela que você bebia. Perdi o chão, senti-me inadequado, um completo imbecil. Diante da realidade não me restou nenhum lapso de dignidade ou autocontrole, sem pensar fugi.

Ainda bem que não vou me apaixonar, mesmo doendo e me fazendo entristecer, além desta sensação de “por quê?” aqui em mim sei que vou melhor assim sem querer você comigo.

Giuliano Nascimento

ps: e o tempo passa. Dia 26 próximo, Bratz&Elian completam 44 anos de relacionamento.

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

15 comentários:

  1. Respostas
    1. E para lá de grande. História de uma vida. Ainda éramos garotos quando tudo começou. Eita!

      Obrigado Francisco

      Excluir
  2. Respostas
    1. Para mim é mais que uma vida Logan. Já vivemos juntos quase o dobro do tempo que vivemos sozinhos. Eita!

      Obrigado querido amigo.

      Excluir
  3. Que lindo texto!
    Nem preciso dizer que está bem escrito e sensivelmente diz muito do que é amar, sim, amar e não se apaixonar, pois todos sabem que paixão quer dizer dor, sofrimento, enfim...
    Amei ler e de antemão fico feliz de saber da aproximação da data comemorativa, 44 anos, que lindo isso, uma vida inteira dedicada ao amor!
    Felicidade sempre meu amigo Paulo, juntamente com a pessoa amada que escolheste conviver no maior sentimento que há, Amor!
    Abraços bem apertados ao casal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Ivone, pura verdade. Claro que tivemos nossa fase de paixão mas, também soubemos transpô-la com segurança e maturidade e construirmos nossa cumplicidade de vida plena ao longo do tempo. Acho que isto pode ser denominado de AMOR. Amor verdadeiro não o Amor conceitual da palavra em si.

      Obrigado amiga ...

      Excluir
  4. Gostei muito da subtileza do texto. Nele está o verdadeiro distintivo entre a Paixão e o Amor... A personagem diz que não se vai apaixonar, mas pareceu incapaz de dizer que já ama - o verdadeiro sentimento que procede a paixão eufórica inicial.

    É já amanhã! Toda a BlogsVille estará cá para felicitar os pombinhos! ;3

    Abreijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma leitura perfeita do texto meu caro João. Amanhã com certeza será um grande dia em minha vida e do Elian.

      Obrigado e beijão

      Excluir
  5. Olá, Bratz.
    Enfim... acho que pelo teor do texto, podemos dizer que é tarde demais.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza podemos Ana, principalmente pessoas como eu e você que trilhamos uma vida se não plena, bem próxima disto.

      Beijão e obrigado pelo carinho de sempre ...

      Excluir
  6. Bratz! Que privilégio..retornar e participar dessa grande história. Que brilhante parceria vocês têm! Parabens...toda felicidade do mundo vocês merecem! beijão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa boa revê-lo por aqui. Obrigado pelo carinho de sempre. Beijo grande Gera.

      Excluir
  7. Meu Deus! Quarenta e quatro anos juntos! Uma vida! Já não há relacionamentos assim, tão duradouros. As pessoas, hoje em dia, olham para a satisfação de necessidades básicas, como o sexo, e pouco se preocupam com os sentimentos.

    Um abraço, meu amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois então Mark, somos um ponto fora da curva ... rs

      Obrigado pelas felicitações.

      Beijão

      Excluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin