segunda-feira, 7 de maio de 2018

Nasceu um Anjo!




Há sete ou oito anos atrás conheci o amigo Adeilson [AD]. 
Amigo?
Mais que amigo!
Um irmão, um filho, sei lá como definir.
Do nada, BlogsVille fez com que cruzássemos nossas vidas.
Rápidas mensagens virtuais e já estávamos nos conhecendo em São Paulo.
Eu aqui nas Minas Gerais e ele lá do Sergipe.
Que distância que nada. Nada nos impediu de aproximarmos e construirmos esta nossa incrível amizade.
Depois de São Paulo, logo logo eu desembarcava em Aracaju para conhecer aquela terra linda e rever o amigo.
Ele veio a Belo Horizonte e nos honrou na casa de Elian
Novas indas e vindas BH/Aracaju, Aracaju/BH,
Teve também o Rio de Janeiro e Buenos Aires.
Quantas emoções vividas e compartilhadas.
Neste meio tempo perdi minha mãe e ele, junto e solidário, me ajudando a superar a dor.
O tempo vai passando e uma nova dor se abate sobre nós.
Agora é a perda de sua mãe.
Queria muito poder estar ao seu lado neste momento e poder te abraçar. Não estou em corpo mas estarei sempre em espírito.
Só me resta tentar passar um pouco de consolo para o seu coração sofrido nesta hora.
Deixo aqui para você meu AMIGO - meu IRMÃO - meu FILHO, uma crônica que meu irmão João escreveu para minha mamys quando de sua partida.

Nasceu um Anjo!

E Deus mandou seus anjos. Eles vieram, deram voltas ao redor da cama e começaram a voar trançando pela cama. Muitos risos, brincadeiras e alegria. Eles estavam felizes, porque estavam para ganhar mais uma companheira. Mais um anjo vai subir aos céus e fazer parte deste imenso numero de anjos e espíritos de luz, que iluminam nossas vidas e destinos. 
Brincam, voam e dão até cambalhotas no ar. Eles fazem muito barulho. Inaudível aos nossos ouvidos é claro. Mas o que, aos poucos, é notado pela nova companheira. O tempo passa e eles descobrem que está na hora. É chegada a hora. Precisam levar a nova companheira. 
Tocam sua testa, para acalmar seus pensamentos. Sopram em seu ouvido mensagens que todos ficariam bem. Sua alma aos poucos começa descansar e se libertar do corpo. Precisam agora parar a válvula mestra. 
O maior trabalho que terão será parar o motor de uma vida. O mote que norteou sua existência. Como vão fazer para parar o produtor de tanto amor? Como vão parar a inspiração de tantas vidas? Como conseguiram cessar as batidas compassadas, que mesmo depois de mais de oito décadas, ainda brotam e jorram amor? Como será que conseguirão parar a fonte inspiradora de amor de tanta gente? 
Olham para o céu, parece que conversam com Deus. Todos se reúnem lado a lado ao entorno da cama. Agora batem suavemente as asas, apenas para lhe darem equilíbrio e parar no ar. Estendem suas mãos e todos tocam, juntos, o coração do novo anjo. As máquinas presas ao corpo do anjo param sem entender por que. O homem de branco que fazia seu papel muito compenetrado, não percebe que ali nascia mais um anjo. Acha ele, que ali morria uma pessoa. 
Os anjos brincalhões dão boas vindas àquela que chega. Todos se abraçam e abraçam a nova companheira. Dizem a ela que logo irá aprender a voar e que terá muito trabalho pela frente. Em um tom solene, rezam uma prece. Dão um rápido passeio para dar a última olhada em suas crias, amigos e parentes. A transição começa a acontecer. Nasce ali mais um anjo. 
Vai meu anjo, sobe para seu novo lugar. Vai voar novos voos. Vai cumprir seu novo papel. Infelizmente você não podia ser eterna aqui nesta existência, pois foi promovida com honra ao mérito, à condição de novo anjo. 
Vai meu anjo, vai espalhar amor por onde voar. Vai fazer o que mais soube fazer nesta vida - proteger, amar e ensinar. Vai mostrar a arte de saber amar incondicionalmente. Vai mostrar a arte de ser gigante, mesmo sendo pequenina. Vai mostrar a arte de ser guerreira, mesmo parecendo frágil. 
Vai meu anjo, vai agora de cima olhar por todos que sempre olhou. Vai agora de cima continuar a nos guiar. Vai agora de cima nos intuir no lugar de nos falar. Vai agora de cima nos seguir, no lugar de nos esperar. Vai agora de cima nos rodear e proteger, ao invés de apenas rezar e desejar. 
Vai meu anjo, vai brilhar onde brilham os anjos. Vai ser especial também em sua nova morada. Vai mostrar como se faz. Vai levar luz e alegria para outros lugares. Vai rever os seus. 
Vai meu anjo, vai lá para sua nova morada, falar feito anjo na chuva. Vai mostrar que tens um humor refinado. Que tens uma língua afiada. Que para proteger sua cria, enfrentou a tudo e todos. 
Vai meu anjo amado. Sei que se fosse por você não seria anjo, pelo menos agora. 
Vai meu anjo lindo. Vai meu anjo fofinho. Vai meu anjo de cabelos alvos, como suas novas asas. 
Vai meu anjo, a tristeza que deixou é passageira. O que ficará serão seus ensinamentos. O que brotará será o amor que cultivou. O que florescerá serão seus frutos. 
Vai meu anjo, seu olhar nunca sairá das nossas lembranças. Sua ausência será sentida a cada dia de nossas vidas. Seu sorriso não brilhará mais a não ser em nossas mentes. 
Vai meu anjo amado, te peço pela última vez: "Bença" Mãe! "Bença" Vó!

João Luiz Figueiredo Braccini 31-05-2012

Agora, "maiinha" é mais um Anjo! Fica bem meu querido AD.


Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

18 comentários:

  1. Algo muito dificil de lidar

    Beijão para os dois

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Francisco, bem sabemos como é isto e toda a dor e angústia. Mas tudo passa e fica o leve sentimento de ausência.

      Excluir
  2. Querido amigo Paulo, se tem uma coisa que não conseguimos ainda, embora seja natural e acontece com todos, é agir naturalmente diante da "partida" de pessoas amadas e queridas!
    Mãe então, nossa, parece que ficamos sem chão por algum tempo, dizem que o luto demora uns dois anos pelo menos!
    Enfim a Vida é assim e a Morte faz parte!
    Linda homenagem, com certeza vai consolar o coração do seu amigo!
    Abraços bem apertados para você e para ele com meus sinceros sentimentos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nestes momentos recordo toda a minha dor de 6 anos atrás. Mesmo consciente deste inevitável da vida, a perda de certas pessoas são muito doídas. Felizmente a vida é sábia tem a sua lógica. Não há dor eterna. Ela passa e nos brinda com uma doce lembrança que podemos chamar de AUSÊNCIA que, como diz o poeta é um sentimento só nosso e que ninguém, nem a vida poderá nos roubar.

      Obrigado pelo carinho da visita e pelas palavras Ivone

      Excluir
    2. Vamos indo pela vida e relembrando os momentos felizes com nossas mães, a minha se foi ainda em idade boa, a minha idade agora, 68 anos que ela, por ter sido cuidadosa com a aparência aparentava menos, foi um ataque cardíaco, em casa, por consequências de preocupações no plano Collor, por isso não me importo muito com crises atuais, são ruins sim, mas quem matou muita gente foi o governo Collor e entre essas pessoas, minha mãe!
      Desculpe desabafar por aqui, mas bem sabes que as dores nos ensinam, nos fortalecem, eu me fortaleci com as dificuldades, minha micro empresa quase faliu, acho que o espírito de minha mãe me ajudou a seguir em frente!
      Mãe é eterna, ela nos vela até de "lá", nem precisamos ficar evocando, as energias ultrapassam todas as barreiras!
      Abraços bem apertados meu amigo e tenhas um lindo dia das mães, com lembranças lindas da sua que eu ficarei com as da minha e desejando também que todos os filhos saibam amar suas mães!

      Excluir
    3. Ivone eu que agradeço a confiança e o carinho para comigo ao compartilhar coisas preciosas de sua vida.
      Você realmente é iluminada e detentora de uma sabedoria maravilhosa. Sabedoria conquistada o que é o mais importante.

      Beijão

      Excluir
    4. Beijão meu amigo, obrigada sempre pelo seu carinho, nossa amizade é de pura energia boa!
      Abraços bem apertados!

      Excluir
    5. Inacreditável como duas pessoas do mundo virtual podem ter tanto em comum e conseguirem construir uma relação de amizade tão intensa quanto a nossa.

      Beijos

      Excluir
  3. A perda de uma mãe é algo imensurável...
    Sinto muito!!!

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é fácil mesmo não Ro. E vamos que vamos pois este é o ciclo de nossas vidas.

      Excluir
  4. Uma dor maior, sem dúvida alguma. Não há muito a se dizer nestes momentos.

    um abraço, amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma dor que não desejo para ninguém quanto mais para os amigos.

      Beijão Mark

      Excluir
  5. Nem imagino como deve ser a dor da perca da mãe, deve ser uma dor de outro mundo.

    robertroom.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem queira Cleber.
      Sumido você eim? Que bom vê-lo de volta.
      Namorando? Estás bem?

      Beijão

      Excluir
  6. Não é fácil ultrapassar estes momentos... Nem há palavras que sirvam de consola para tal. Fica aqui um abraço sentido e silencioso, e um ombro amigo onde tu e teu amigão podem recostar a cabeça!

    Abreijos fortes para vocês!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente momento difícil mas que temos que vivenciar e seguir em frente.
      Obrigado pelo carinho João.

      Beijão

      Excluir
  7. Mas para que os anjos nasçam lá, é preciso que nós os percamos aqui...
    Lindo texto! Seu amigo vai ficar bem - todos nós ficamos.

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin