quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Alguém!



na minha casa você pode flagrar alguém
se escondendo da rotina num quarto escuro
ou batendo a cinza do cigarro na janela
enquanto espia as roupas dançando em silêncio
no varal da área
às três da madrugada
você pode flagrar alguém preocupado
segurando uma caneca com vinho vagabundo
dormindo fora de hora
pensando demais na vida
e no tédio que é
essa falta de paixão.

Bruna Beber


Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

14 comentários:

  1. Um poema aos "desamigados" com a vida. Aos pensadores noctívagos, filósofos de sofá. Gostei... :)

    abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que todos nós, em algum momento da vida, vivencia isto em plenitude.

      Excluir
  2. Na minha "versão" bem tipo Euzinho do "alguém"! kkkkkk
    Na minha casa você pode flagrar "alguém" (eu) escondendo roupas sujas de baixos da cama quando chega visitas surpresar, meias sujas e cuecas sujas atrás do sofá!
    Na minha casa você pode flagrar "alguém" escondendo panelas de cima do fogão, com vergonha das panelas sujas e comidas estragadas que estão implorando para que eu jogue fora!
    Como pode ter notado, ADORO explorar o lado glamoroso das pessoas finas, elas parecem tão perfeitas mesmo em poemas e poesias, porque penso a realidade humana e mundana nem sempre é tão bela e sofisticada na vida real!

    ResponderExcluir
  3. Perdemos tanto tempo procurando grandes paixões que nos esquecemos de nos reapaixonar pela vida de vez em quando. Mente sem paixão divaga demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ah Miguel! Reapaixonar pela vida. Qdo me dei conta disto percebi a minha maior conquista ... pq demoramos tanto para isto ...

      Excluir
  4. Um bom observador capta muito da vida e das pessoas :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se captamos a vida, captamos as pessoas e nós mesmos ... aí está o segredo de viver plenamente ...

      Excluir
  5. O Erro do ser humano é pensar muito e fazer pouco...
    Eu mesmo peco nisto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos nós, de alguma forma, em algum momento, incorremos neste erro.

      Excluir
  6. Mas eu gosto desses momentos. Gosto de me perder na vida dos outros, olhando a uma distância confortável que me permite não ter responsabilidade :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mais ou menos por aí meu amigo ... perder-se na vida dos outros mas à distância ... gostei disto ...

      Excluir
  7. Texto reflexivo, quando nos perdemos de nós mesmos, aí nem que queiramos, não conseguiremos apaixonarmos seja por quem/quaisquer pessoas e/ou coisas, embora no meu entender, paixão é dor e eu fujo dessa coisa de me apaixonar!
    Ótima escolha de texto, por aqui se lê muito bem!
    Abraços apertados!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos sempre nos perdendo de nós mesmos, mas sempre nos reencontrando. Claro q, por vezes, qdo nos reencontramos achamos até sermos um estranho, mas logo nos familiarizamos conosco mesmo.

      Excluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin