quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Certezas




E depois de uma tarde de quem sou eu
E de acordar a uma hora da madrugada em desespero...
Eis que as três horas da madrugada eu me acordei
E me encontrei
Simplesmente isso:
Eu me encontrei calma, alegre
Plenitude sem fulminação
Simplesmente isso
Eu sou eu
E você é você
É lindo, é vasto
Vai durar
Eu sei mais ou menos
O que vou fazer em seguida
Mas por enquanto
Olha pra mim e me ama
Não
Tu olhas pra ti e te amas
É o que está certo.

Clarice Lispector

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

9 comentários:

  1. faz-me suspirar, paulo
    faz-me suspirar

    ResponderExcluir
  2. Amigo,

    É mesmo necessário dizer alguma coisa depois do que disse a Clarice? Não, acho melhor não. Diante disso é melhor calar-se e contemplar, apenas contemplar!
    Bju nosso pra vcs...

    ResponderExcluir
  3. Belo poema, Clarice é uma das grandes poetisas dessa América de loucos, Chavez, Nós e todos.
    Abraços, querido amigo.

    ResponderExcluir
  4. perfeita a percepção de vcs meus amigos Foxx, Jay e Alê ... sentir ... sentir ... suspirar ... isto faz parte do SER e do VIVER ...

    bjux nosso para voces ...

    ;-)

    ResponderExcluir
  5. ops Guará ... efetivamente Clarice é uma das maiores escritoras q conheço ... sua sensibilidade, sua criticidade, sua força me fazem vibrar ...

    bjão

    ;-)

    ResponderExcluir
  6. Genial a Clarisse...

    E como sempre digo a vc, intenso poema que me faz pensar... e pensar e mais pensar... a cara do seu blog (que amo)

    Maravilhoso este poema!

    Grandes abraços

    ResponderExcluir
  7. obrigado Vane ... vc sempre sensível e gentil ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  8. Clarice arrebenta, sou fã! sem palavras...

    ResponderExcluir
  9. Messias ... Clarice tem a nossa cara nOn eh?

    bjão

    ;-)

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin