quinta-feira, 24 de abril de 2014

A Luta



Há uma profunda diferença entre a luta para não morrer e a luta para viver. Os homens que lutam para não morrer conservam a sua dignidade, defendem-se ciosamente – todos: homens, mulheres, crianças – , com feroz obstinação. Os homens não dobravam a cerviz. Fugiam para as montanhas, para as florestas, viviam nas cavernas, lutavam como lobos contra os invasores. Lutavam para não morrer. Era uma luta nobre, digna, leal. As mulheres não lançavam o corpo no mercado negro para comprarem batom, meias de seda, cigarros ou pão. Sofriam a fome, mas não se vendiam. Não vendiam os seus homens ao inimigo. Antes queriam ver os próprios filhos morrer de fome do que venderem-se, que venderem os seus homens. Somente as prostitutas se vendiam ao inimigo. Os povos da Europa, antes da libertação, sofriam com maravilhosa dignidade. Lutavam de cabeça erguida. Lutavam para não morrer. E os homens, quando lutam para não morrer, agarram-se com a força do desespero a tudo o que constitui a parte viva, eterna, da vida humana, a essência, o elemento mais nobre e mais puro da vida: a dignidade, o orgulho, a liberdade da própria consciência. Lutam para salvar a alma. 
Mas depois da libertação os homens tiveram de lutar para viver. É uma coisa humilhante, horrível, é uma necessidade vergonhosa lutar para viver. Só para viver. Só para salvar a própria pele. Já não é a luta contra a escravidão, a luta pela liberdade, pela dignidade humana, pela honra. É a luta contra a fome, é a luta por um pedaço de pão, por um pouco de lume, por um farrapo para cobrir os filhos, por um pouco de palha onde estender o corpo. Quando os homens lutam para viver, tudo, até uma panela vazia, uma ponta de cigarro, uma casca de laranja, uma côdea de pão seco apanhado no lixo, um osso esburgado, tudo tem para eles um valor enorme, decisivo. Os homens são capazes de todas as velhacarias para viver; de todas as infâmias, de todos os crimes, para viver. Por um pedaço de pão, cada um de nós está pronto a vender a própria mulher, as filhas, a macular a própria mãe, a vender os irmãos e os amigos, a prostituir-se e a um outro homem. Está pronto a ajoelhar-se, a arrastar-se pelo chão, a lamber os sapatos de quem pode matar-lhe a fome, a dobrar a cerviz sob o chicote, a limpar, sorrindo, a face onde lhe escarraram. E tem um sorriso humilde, doce, um olhar cheio de uma esperança famélica, bestial, uma esperança espantosa. 



Curzio Malaparte . A Pele

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje...

segunda-feira, 21 de abril de 2014

Cadê o "FDP' do Coelho da Páscoa?



Pronto, acabou a Semana Santa, a Páscoa se foi, e "neca" de coelho, "neca" de "ovos". Este ano nem o omelete do Elian teve pois passou o período assando "ovos" em Milho Verde. Deixa quieto. Dia 30 está próximo e este lendário coelho me paga. 
Mas nem reclamo tanto, conheço gente que foi agraciado pelo tal coelho mas não pôde provar dos ovos em respeito ao período santo. Tadinho dele ... rs

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Elian também foi ao Médico!




Elian com seus quase 65 anos começou a sentir muitas dores lombares, e me perguntou se conhecia um bom Médico Ortopedista já que estava sentindo muitas dores. Dei a dica de um conceituado profissional aqui de BH e ele foi consultar. 
Após olhar a radiografia e outros exames, o Doutro receitou anti-inflamatórios e teceu considerações a respeito da coluna lombar, nervo ciático, disco intervertebral, etc, etc, etc.
Aí, Elian perguntou: 
- Doutor o que eu estou fazendo que pudesse ter originado essas dores?
E a resposta do médico foi:
- “ANIVERSÁRIOS”, Elian! Muitos “ANIVERSÁRIOS!” 

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Coelhinho da Páscoa! Quero "ovos" ...



E lá vem ele de novo! Passa ano e entra ano e a mesma história. Promessas de ovos e nada! 
Me refiro aqui a "ovos" diferenciados, novos, que não estejam cozidos, fritos e nem em omeletes. Quero mesmo  é "OVOS" seu coelho de merda.
Enquanto espero Sampa dia 30, já com ingresso comprado para assistir "O que o Mordomo Viu" com Miguel Falabella e Marisa Orth no Teatro Procópio Ferreira e, aproveitando que Elian vai para roça [aff ... Deus me livre], vou aproveitar os dias de Semana Santa para curtir as tradições culturais e religiosas Mineiras em Sabará e São João Del Rei. 
Dizem que nas tocas de lá encontramos muitos coelhos a oferecerem "ovos" ... #vaisaberné.
Mas se isto for lenda, aproveito e rezo muito pelos amigos e pelas amigas! Para alguns rezarei mais! 

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

quinta-feira, 10 de abril de 2014

Eu fui ao Médico!



Fui ao médico para exames de rotina e o médico após os devidos exames disse:
- A “senhora” precisa de mais atividade física. Quantas vezes por mês a “senhora” faz sexo?

E eu respondi:

- Me pergunte: quantas vezes por ano! 
E o médico exclamou:
- Está aí o problema!
Pedi ao médico que dissesse isso ao meu “marido”.
- Senhor, sua “mulher” está levando uma vida muito sedentária... Ela precisa de movimento. Digamos: ela terá que fazer mais sexo. Umas três vezes por semana. 
E o “maridão” perguntou ao médico:
- Que dias da semana, Doutor?
- Bom, o ideal seria às segundas, quartas e sextas!
- Tudo bem. Às segundas e quartas eu posso trazê-la, mas às sextas ela vai ter que vir de ônibus!

OMG!

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 7 de abril de 2014

E a Copa vem aí!



Já estava entrando em pânico, pois o inferno da tal de Copa está quase chegando e eu não conseguia arrumar um refúgio a contento para me esconder, pelo menos por alguns dias, desta merda.
Tentei várias opções mas nada. Todo lugar que eu imaginava, estava ligado a esta coisa. Outros extremamente caros e sem vagas. PQP!
Finalmente consegui através de um site europeu [vejam só] encontrar um apartamento, legal e a contento, para passar 15 dias em Aracaju. Passagens tiradas também com preços bem legais.
Enfim! Lá vou eu para as terras da Imperatriz do Serigy.
Padrinho! Prepare-se!
Além de ir para uma terra que adoro, poder rever e matar as saudades do Dindinho, ainda vou poder conhecer outra pessoa super especial.
Desta vez a Marida vai!
Mas o que importa mesmo é que o Bratz está aliviado [ui] e, para variar, super ansioso.
Durante a estada por lá poderei meditar muito e recitar meu mantra preferido, mentalizando a tal de Seleção Canarinha:



Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...


quinta-feira, 3 de abril de 2014

Ser como ...





E por um instante somos a areia que a brisa sopra pela praia, só um grão de areia entre os bilhões de grãos que são soprados. Como é bom ser irrelevante. Como é agradável saber que não há nada a fazer. Como é doce simplesmente voltar a dormir, como faz a areia, até o vento resolver acordá-la outra vez. 

Chris Cleave . Pequena Abelha

ps: dedico ao Bratz! Bratz, Eu te amo!!!

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin