quinta-feira, 23 de outubro de 2014

O passo a passo de uma odisséia paulistana!



E o Bratz fez mais uma odisséia pela metrópole paulistana. Talvez esta tenha sido a mais repleta de atrações e novidades super interessantes.

Passo 1 - SESC Pinheiros: Exposição Música & Cinema. O Casamento do Século e almoço na Comedoria do mesmo espaço cultural. Fantástico!















Passo 2 - Visita ao  Flagship Store Bela Cintra - SPA L'Occitane en Provence. Claro que não fiz um tratamento de beleza completo, pois Bratz ainda não carece destes artifícios mas, deliciei-me no seu café. Também fiquei conhecendo o Frevinho - Sanduicheria da Oscar Freire seguindo dica da amiga Madi. Valem a pena!








Passo 3 - Centro Cultural Banco do Brasil - Exposição Ciclos: Criar com o que temos e Mostra de Cinema Marlene Dietrich quando pude rever dois filmes da grandiosidade de "A Marca da Maldade" e "Atire a Primeira Pedra". Fantástico!















Passo 4 - Encontro com os "Ermãos"no Espaço Itaú de Cnema Augusta. "Ermão 01" chegou com pontualidade britânica. "Ermão 02" teve problemas a não pôde comparecer [claro que gerou tensão em Bratz e "Ermão 01"] mas, depois veio notícia e "Ermão 02" se justificou e foi perdoado com a condição de bancar um jantar de muitos talheres [leia-se uma Pizza de Abobrinha na próxima vez].
Bratz e "Ermão 01" que, finalmente desentocou, jogaram muita conversa fora de forma super agradável e recheadas de café, empadas e empanadas de primeira. Uma delícia!



Passo 05 - Teatro Municipal de São Paulo - Ópera Cavaleria Rusticana de Pietro Mascagni com a Sifônica Municipal de São Paulo e Coral Lírico. Um sonho realizado, assistir uma grande apresentação naquela casa de espetáculo portentosa.


Passo 06 - Teatro FAAP - Peça Incêndios com Marieta Severo. Marieta uma Dama no teatro, a peça entrou para o rol dos três melhores roteiros já vistos pelo Bratz. Até então Berlin Alexanderplatz e Bent gozavam deste previlégio, agora também esta fabulosa dramaturgia do Libanês Wajdi Mouawad. Quem tiver oportunidade não deixe de ver, super recomendado.







Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Ainda divagando sore o filme "A Lenda do Pianista do Mar!






Eu nasci neste navio ...

Toda aquela cidade, não se podia ver onde acabava. O fim? Por favor, podes me mostrar onde acaba? Não foi o que eu vi – que me impediu de sair deste barco – Max. Foi o que eu não vi. Percebes isso? Aquilo que eu não vi. Em toda aquela cidade dispersa havia tudo, exceto um fim. Toca em um piano. As teclas começam e acabam. Sabes que existem 88 delas e ninguém pode dizer o contrário. Elas não são infinitas, tu és infinito. E naquelas teclas a música que tu fazes é infinita e eu gosto disso. Consigo viver com isso. Mas tu me colocas naquela escada para descer do navio e mostra-me um teclado com milhões de teclas, milhões e bilhões de teclas que nunca acabam e essa é a verdade, Max, nunca acabam. Aquele teclado é infinito. Mas se esse teclado é infinito não existe música que tu possas tocar. Estás sentado no banco errado. Esse é o piano de Deus. Cristo, olhas-te bem para as ruas? Haviam centenas delas! Como é que tu fazes? Como é que escolhes uma só? Uma mulher, uma casa, um pedaço de terra para chamar de teu, uma paisagem para contemplar. Uma maneira de morrer. Todo aquele mundo pesando sobre ti sem saber onde é que ele acaba. Não tens medo de despedaçares só de pensar nisso? Na enormidade que é viver nele? Eu nasci neste navio. E o mundo passou por mim, mas a 200 pessoas de cada vez. E haviam aqui desejos, mas não mais do que aqueles que cabiam entre a proa e a popa. Toquei a minha felicidade, mas num piano que não era infinito. A terra é um navio demasiadamente grande para mim. É uma mulher demasiadamente bonita. Uma viagem demasiadamente longa. Um perfume demasiadamente forte. É música que eu não sei fazer. Não posso sair deste navio.

Do filme A lenda do pianista do mar . de Giuseppe Tornatore

Ficou interessado em assistir? Tem no YouTube com muito boa qualidade. Vale a pena conferir.






ps: Do dia 15 ao dia 21 de outubro um relax em SP para me atualizar culturalmente, desfrutar de boa gastronomia, rever amigos e, assim poder voltar em forma para o novo ciclo hospitalar. No final do mês Bratz entra na faca de novo. E vamos que vamos. Enquanto puder cortar está tudo bem. 

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Divagando com o meu Tempo de Vida!





Por vezes me ponho a divagar com o meu tempo de vida.
Eu o questiono sobre um monte de coisas e seus motivos, mas ele insiste em não me responder ou, se responde eu não o entendo [Pelo menos, ainda não. Talvez um dia, quem sabe!]
Um dia destes, assistindo o filme A lenda do pianista do mar, de Giuseppe Tornatore, me deparei com isto:

"Porque caem os quadros?" 

Velhote, alguma vez se questionou porque caem os quadros? Ficam ali pendurados durante anos, e depois sem qualquer aviso…caem. Estão ali pendurados naquele prego, ninguém sequer lhes toca, mas a certa altura lá vão eles, em silêncio absoluto. Com tudo perfeitamente calmo à volta deles. Nem sequer uma mosca à voar perto deles. Não há qualquer razão. Porquê naquele instante? O que acontece a um prego para o fazer decidir que não aguenta mais? Será que também tem alma, o pobre coitado? Será que toma decisões?

Do filme A lenda do pianista do mar . de Giuseppe Tornatore.

Agora entendo, que isto é um problema de todos os "velhotes". Todos eles questionam e todos eles ficam sem respostas.

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 6 de outubro de 2014

Brincando com Madi!




Então! Grande parte dos amigos de BlogsVille já conhecem o Bratz de cor e salteado, mas como me furtar a um convite da amiga Madi Muller do Bloguinho da Madi. Isto nem pensar.

Assim, quem já conhece um pouco desta história paciência pois está valendo para os outros e mais recentes amigos.
É uma brincadeira tipo desafio em que ela me propõe um post com algumas questões a serem respondidas. 
Vamos lá:

- Como surgiu a ideia do blog e por que?
Surgiu de um particular interesse em conhecer pessoas e com elas interagir de forma intensa e plena, tanto no campo virtual como no real. Este processo teve início em 19/07/2007 com alguns rabiscos pessoais que eu tinha guardado. Com o passar do tempo o Blog foi tomando corpo e novas orientações até chegar ao estilo de hoje.

- O nome dele tem algum motivo específico?
Talvez este seja o aspecto que eu mais goste no meu blog, pois ele tem realmente uma ligação íntima com o Bratz.
Há muitos e muitos anos atrás, quando o Bratz ainda era bem jovem e ainda não havia conhecido seu príncipe consorte, seu grande, seu maior, seu único, seu verdadeiro AMOR [rs], o mancebo saía frequentemente para a sua costumeira "caça à cobra". Neste contexto ele mirava uma e se nada rendia mirava outra. Se a outra nada rendia mirava outra. Se a outra também nada rendia mirava outra e assim ia até o momento em que ele abria a guarda e permitia ser o caçado e não mais o caçador. Bem, neste processo, ao primeiro tiro recebido ele pensava: Bora Bratz! Vamos nesta! Enfim! é o que tem pra hoje ... [rs]
Voltar para casa na sêca? Not not not!!!

- O que o blog te trouxe de bom desde a origem dele?
Tudo o que eu me propuz com a criação dele. Amigos e mais amigos. Virtuais e reais. Uns vieram e ficaram, outros vieram e passaram, outros ainda virão, mas todos e cada um deles deixaram ou deixarão, com certeza, suas marcas de form indelével em minha vida.

- Já teve tua privacidade invadida por causa do blog?
De forma alguma. Claro que, no começo, eu era muito meticuloso e cauteloso com tudo, mas tive a felicidade de só encontrar pessoas do bem, sérias, bem copromissadas com a vida. Hoje sou bem mais desencanado com isto, talvez por esta larga experiência positiva vivenciada aqui em BlogsVille.

Espero ter saciado a curiosidade e o interesse de quem ainda não me conhecia tão bem, através destas questões propostas pela querida amiga.

Madi, um beijo grande e todo o meu carinho e respeito por você.
Ainda vou ao Rio Grande para conhecê-la juntamente com outros ícones aí dos pampas: Freducho, Luma e Jair. Este ano quase fui, você sabe. Mas vou aparcer muito antes que vocês possam imaginar. #soudesses ... rs

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Ui! Que Susto!

Foto Roubada do Freducho em TPMDEMACHO.COM . Com todo o respeito

Existem coisas que só acontecem com o Bratz. 
Nesta última viagem a Sampa foi o máximo.
Estava eu desfrutando de meu merecido descanso, dormindo o sono dos justos, todo aconchegado em meio a lençois e edredons, quando lá pelas duas e trinta da madrugada acordei assustado com um barulho na porta de meu apartamento no hotel.
Foi o tempo de assentar na cama e ver a luz do quarto acender [em tese sozinha] e me deparar com dois guapos em pé ao pés da cama com cara de "meu Deus o que é isto".
Ainda meio atordoado com o inusitado mas, suficientemente lúcido para perceber que os dois mancebos eram gaúdérios, pois ambos seguravam em uma das mãos suas respectivas "MALAS" e na outra suas respectivas "CUIAS" de chimarrão além de exclamarem em alto e bom som: 
- "BahTchê! Onde foi que nos METEmos"? 
Pediram mil desculpas por adentrar em aposentos alheios [por culpa, claro, da incopetência e desorganização da gerência do hotel que lhes indicou o aposento errado bem como lhes entregou um cartão magnético com o código do apartamento por mim ocupado já a dois dias] e se mandaram sem nenhuma outra ação.
Logo que saíram, levantei indignado, calçei minhas pantufas de coelhinho, enrolei-me no edredon, limpei o rosto com lencinhos umidificados para retirar o creme facial e lá fui, que nem uma louca, descarrregar todo o meu ódio junto à administração do hotel.
Gritei, esperneei, botei para fora toda a minha indignação.
Como pode um estabelecimento internacional cometer uma falha tão grotesca, aceitando, como hóspedes, tipinhos como aqueles?
Dois guapos que nem para aproveitar da situação e desfrutarem de um rapaz assustado e indefeso se prestaram.
Se os gaudérios fossem da estirpe do "Princeso Freducho e seu "Príncipe" o desfecho não teria sido este e, com certeza, o Bratz não precisaria ter passado por tamanho desencanto e irritação.
Ó Vida! Ó Ceus!

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Mais uma vez São Paulo!




Então, mais uma vez São Paulo, e o Bratz não se cansa e sempre descobre coisas novas e interessantes. 
Desta vez, conhecer o Fábio e rever o Edu; visitar a Exposição 100 anos de Caymmi no Centro Cultural dos Correios; caminhada pelo Centro Histórico dentro do projeto Virada Esportiva [bem leve mas bem legal também - foram 4 km de caminhada durante 3 hs]; Show de Bibi Ferreira - Bibi canta Sinatra - Teatro Renaissance - um espetáculo; 31º Bienal de São Paulo no Ibirapuera [com destaque para a obra do Grupo Argentino Etcétera, baseada na colagem literária de Leon Ferrari - O Errar de Deus; a obra de Eder de Oliveira - Os Homens de Laranja e Deus é Bicha de Miguel A. López]. 
Além disto, claro que bons cafés e quitutes&quitandas na Casa Matilde [Doçaria Portuguesa], Café do Teatro Municipal, Café Girondino, outros no Largo do Café e, na inigualável, Bella Paulista.
Agora, é esperar Outubro para nova rodada de emoções e assim estar devidamente preparado para mais um evento hospitalar, coisa que já faz parte da rotina de vida do Bratz.

ps: Cheguei à conclusão que o Hotel Renaissance tem a cara do Bratz, mas também lembrei da sabedoria de minha amiga Jacira, lá de Milho Verde [que Deus a tenha em bom lugar]: "Cê creio Bratz! Pode até ter a sua cara, mas não é pro seu bico não, colegua"! #quetriste

Flashs da Bienal

Errar de Deus


Homens de Laranja

Deus é Bicha





Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin