segunda-feira, 25 de julho de 2016

As horas do moreno da bicicleta!


O preâmbulo desta série de postagens poderá ser vista clicando aqui.


Sou um dos que afirmam que: “A rotina tem seus encantos”, realmente creio que as pequenas alegrias cotidianas nos fazem mais felizes. Mas minha rotina às vezes é abruptamente alterada por algum fato inusitado, assim como na semana passada. A falta de coloração saudável no meu rosto estava ainda mais evidenciada (alguns dias doente) o humor era dos piores, e acompanhado de cólica abdominal repentina.
Acredite, nestas circunstâncias nem mesmo consigo olhar no espelho, tamanha ferocidade de traços.
Voltava do mercadinho próximo à minha casa e percebo um rapaz me olhando e descendo de sua bicicleta, no lado oposto ao meu da rua. Ele faz um sinal tímido com uma das mãos e me chama, atravesso à rua em sua direção e nem bem chego ele diz, enfático: “E aí, tá a fim de dar uma chupada?”.
Não assimilei o absurdo de imediato, e sem reflexão alguma respondo: “Mas agora?” – sei que nem sequer deveria ter respondido o rapaz, mas foi instintivo. Se fosse madrugada até não me surpreenderia este ímpeto sexual, mas o relógio marcava exatamente “18 h 46 min”, sim eu observei as horas para ratificar a pressa alheia e a perplexidade minha.
Com dores, e diante da insistência do pretendente que apontava um corredor ao lado de um bar a fim de que eu naquele momento saciasse seu desejo (a rua movimentada, repleta de transeuntes), afirmei: “Mais tarde” – fiquei com dó de dispensar diretamente o desesperado, e então encaixei a evasiva. 
Ele sobe em sua bicicleta me olha direto nos olhos e diz com segurança: “Dez horas, dez horas aqui.”, nem tive tempo de esboçar qualquer reação, ele sumiu velozmente sobre duas rodas.
Nem mesmo consegui rir da situação, pois a dor abdominal era colossal, e continuei a caminhar com destino ao meu sofá e um programa qualquer de TV. 
Óbvio que não apareci no horário marcado (por ele), e sigo tranquilo minha prazerosa rotina até que alguns dias depois do incidente, indo ao mercado (coincidência irônica) encontro o mesmo rapaz, a mesma bicicleta, uma nova/igual proposta... 
Neste segundo “encontro” o relógio marcava 19 h 02 min; o que confirma a máxima: “A rotina tem seus encantos”.

ps: putz! este Blog completou 09 anos, no dia 19 último, e não é que eu esqueci? como pode? aff! como o tempo passa!
Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

6 comentários:

  1. Bem, que texto forte. (risos) Situação mais inusitada e constrangedora, eu diria. Nem sei como reagiria perante tão despudorada abordagem. Provavelmente com um olhar de absoluta reprovação, ou somente com o desprezo.

    Parabéns pelo nono aniversário!

    um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Mark um texto forte e denso. Bem a minha cara ... rs ... adoro

      Beijão

      Excluir
  2. A escrita é belíssima , mas é muito Jean Genet pra esse ser lírico!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito José, acho que por isto mesmo me identifico tanto com ele. Puro Genet ...

      Beijão

      Excluir
  3. Fez-me sorrir e fez-me pensar.
    Também me fez imaginar a bicicleta e a troca de palavras acompanhadas de olhares.

    A rotina tem a sua beleza, mas por vezes o que nos desvia dela ainda tem mais :-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. q bom principalmente no pensar ... a vida tem mais disto do que podemos imaginar ...

      beijão

      Excluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin