segunda-feira, 29 de junho de 2015

Sense8!




Sense8 é a nova série dos Irmãos Wachowski (Matrix) produzida pela Netflix.
Ela mostra oito personagens, completamente diferentes em todos os aspectos que possamos imaginar, e eles são conectados telepaticamente, são tipo irmãos de mente. Uma nova espécia na cadeia evolutiva. O grande plot do seriado é a presença de uma organização liderada pelo Dr. Sussurros que quer caçar esse novo tipo de humano, os sensitivos.
Will Gorski é um policial de Chicago que pensa poder salvar o mundo. Nomi Marks é uma transexual, hacker, que vive em São Francisco com sua namorada Amanita. Sun Bak é uma empresária sul-coreana que enfrenta preconceito até de seus familiares por tentar trabalhar num meio dominado por homens, e nas horas vagas ela desconta sua raiva em clubes de luta ilegal. Capheus “Van Damme” é um motorista de ônibus em Nairóbi, no Quênia, que se esforça todo dia para conseguir comprar remédios para sua mãe que sofre com AIDS. Kala Rasal é uma farmacêutica em Mumbai, na Índia, que tem um casamento arranjando mas não o ama. Wolfgang é um criminoso alemão que sofre por uma relação mal resolvida com seu falecido pai. Riley é uma DJ islandesa, radicada em Londres, que foge dos seus demônios do passado. Lito é um astro do cinema mexicano que é gay mas tem medo de se assumir e isso prejudicar sua carreira. Outro importante personagem da série é Jonas Maliki.
A trama da série que pretende ser uma ficção científica fica em segundo plano. Parece que os Wachowski apenas queriam gritar com toda a força de seus pulmões as suas ideologias. A impressão que fica é que eles queriam falar sobre seus ideais, sobre esse mundo tão desigual e preconceituoso em que vivemos, queriam expor as cartas na mesa e mostrar que mesmo diferentes somos todos iguais. Também um pouco de suas próprias biografias.
Sense8 é uma série que explora todas as nuances de como uma pessoa se encaixa na sociedade em que está inserida e como isso afeta seu comportamento e traduz quem você é. É um drama sobre aceitação, e como essa aceitação deve partir de você.
Visualmente a série é linda, uma produção cinematográfica. Raros efeitos especiais, e quando usados são bem feitos. Um bela fotografia, que tem um papel bem importante de passar para fora da tela qual o sentimento o espectador deve ter, coisa que deve acontecer em qualquer produção audiovisual, mas Sense8 tem isso como um “ideal de produção”, e o fato de ser bem sucedido é graças, em parte, a fotografia. Falando em emoção e visual, Sense8 é uma série que tem uma linguagem que depende muito da visão do espectador sobre as imagens mostradas. É uma série visceral, sem medo de mostrar, e o melhor disso é que não mostra com o intuito de chocar. Não é o que está em pauta. Ela é visceral na tentativa de mostrar que tudo aquilo é natural. O nascimento explícito de uma criança, seja por parto normal ou cesariana, é algo natural. Sexo, seja homossexual ou não, seja com uma ou cinco pessoas ao mesmo tempo, é natural.  Está na natureza do ser humano, mesmo que as vezes a sociedade molde esses instintos para “algo menos natural”.
Destaque também para a fantástica trilha sonora.
Bem, assisti a primeira temporada  e o que  posso dizer é que fiquei em estado de puro êxtase. 
Agora é segurar a ansiedade gerada pela liberação da segunda temporada.

ps: livre adaptação da crítica de Eder Augusto de Barros para Super Novo Net.

Aqui, duas sequências da série que, para mim, foram magistrais.





Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

20 comentários:

  1. Sense8 é tão bom que até me deu vontade de dar uma chance ao novo "Heroes" (MEDA!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei fodástica a série ... Heroes não assiste ... acho q vou ver tb ...

      Excluir
  2. "Tamo junto!!!" o/
    Mas é bem interessante mesmo e permite vários pensamentos e ligações...

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma verdadeira viagem q nos permite mesmo fazermos uma leitura variada e, sempre, percebendo-nos e identificamo-nos em com diversas situações ... adorei ...

      Excluir
  3. Respostas
    1. Vale muito a pena. Para mim uma das melhores séries q já vi ...

      Excluir
  4. Não sei por que ando adiando pra ver essa série. Tenho a Netflix, até parece interessante e, mais importante, tenho tempo! (rs) Talvez hoje à noite, vamos ver...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ver meu caro ... é ótima mesmo ... só um detalhe: não se atenha ao primeiro episódio ... ela deslancha no segundo ...

      Excluir
    2. Simplesmente alucinante! Fora a trilha musical, maravilhosa!

      Excluir
    3. Perfeita não é Luiz? Coisa mais fantástica impossível ...

      Excluir
  5. Simplesmente baphônica!
    Assisti a primeira temporada em três dias.
    chorei muito quando a Nomi conta o episódio que houve com ela no vestiário. Um das cenas mais "perfeita".

    ResponderExcluir
  6. Terminando The Borgias é a minha próxima série, com certeza!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc com sua formação acadêmica em Psicologia vai se esbaldar ... um prato cheio para suas divagações ...

      Excluir
  7. Nunca vi essa série, mas tenho visto boas impressões aqui pela blogosfera. :)

    abraço.

    ResponderExcluir
  8. Toda a gente tá falando dessa série. Tenho mesmo que ver.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não deixe de ver ... super recomendada ... excelente mesmo ...

      Excluir
  9. Paulo obrigado pelo link, conseguiu descrever a série no seu melhor. Quando a comecei a ver tinha uma ideia de uma série cheia de ação, muito virada para a ficção cientifica. Felizmente a série não foi nada disso, bem melhor do que estava à espera, a história é linda, as personagens ganham episódio após episódio uma dimensão gritante, ao ponto de não querer que nada de mal lhes acontecesse, talvez porque mostravam o lado humano, o que quer viver, e ser feliz com as diferenças e as igualdades que todos nós deveríamos de ter.

    Sense8 no fundo é uma série sobre o amor, descrito numa forma bem desconstrutiva, onde o passado faz parte do presente com um futuro bem incerto. Daí ter adorado a cena final. Tive vontade de bater palmas, mas sou um tonto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sua percepção foi perfeita desta maravilha ... não esperava outra coisa ...

      beijão

      Excluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin