quarta-feira, 31 de julho de 2013

Uma resposta aos Amigos!




Referência: O post anterior Tolos e Hipócritas

O tema é polêmico e esta foi a minha intensão mesmo. Não vou responder a cada um desta vez mas colocar aqui o meu pensamento: 
Tenho formação Católica mas perambulei também pelo Espiritismo. Hoje não professo religião alguma. Tenho sim minha fé ao meu modo. Não acredito mais em qualquer religião. 
Quando Thomas Jefferson escreveu isto, quero crer que não se referia a Cristo, nem se referiria a Buda, Maomé ou quem quer que seja mas sim, às instituições que se formaram em torno de suas ideias. Estas instituições sim, são inteiramente HIPÓCRITAS e os seus seguidores uns TOLOS. 
Não discuto o que cada um pensa ou como cada um vive a sua crença ou fé, mas me reservo o direito de pensar assim como ele pensou. 
Todas as instituições religiosas, todas mesmo, são um mal o SER. 
Dominadoras, pregam um Deus tirano e cruel. Em momento algum de suas vidas, Cristo, Buda, Maomé ou qualquer outro profeta pregou algo da forma como estas instituições pregam ao longo do tempo. 
Sim elas precisam disto, aí reside todo o poder que elas têm e é isto o que lhes proporcionam todos os bens materiais de que dispõem e acumulam. 
Eu, por mim, continuo aqui com meu Deus! 
Um Deus AMOR, ONIPRESENTE, ONISCIENTE. Um Deus que não defino mas sei que deu origem a tudo e a todos, como concedeu também a razão, a sabedoria e o discernimento a cada um de nós. 
Como vamos fazer uso de tudo isto é problema de cada um. 
Para mim o céu e o inferno são aqui e agora. O depois que acredito é a eternidade de tudo de alguma forma indefinível, seja ela o bem ou mal.
Busco uma vida com honestidade, com luta, com solidariedade, com amor, com fraternidade ... fazendo isto me sinto feliz e tenho o meu céu comigo mesmo e com o meu Deus. 
Beijo grande a todos que por aqui passaram e deixaram o seu posicionamento. 

Bratz Elian
enfim! é o que tem pra hoje ...

14 comentários:

  1. As instituições aprisionam e embora sejam uma válvula de escape que a pessoa tem para se apegar em algo, acredito que esse "algo" está dentro de cada um, não é necessário buscar fora o que temos dentro de nosso interior! Mas o post anterior está muito claro, simples, direto...bjux!

    ResponderExcluir
  2. Tema realmente bastante polemico. Cada um tem sua crença e sua forma de professá-la, eu particularmente acredito em Deus, mas não acredito em religiões, nem em um deus que pune e reprime o tempo todo.

    ResponderExcluir
  3. Posso dizer que sigo a filosofia Espírita, mas não vou mais a centros.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Como diria minha avó: Religião e cor não se discute! Aceita-se!
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Muito bem colocado...
    Em Cavalo de Tróia, livro de ficção sobre uma viagem da Nasa blablabla, tem uma passagem que me marcou muito. O viajante do tempo pergunta a Jesus sobre a igreja, e ele responde: Eu só pedi que propagassem o amor (resumidamente).
    Eu sou espirita, praticante, e muitas vezes pensei em abandonar devido as confusões que os HOMENS fazem. E sentem inveja de fulano pois se desenvolveu antes que o outro que chegou bem antes... ah é aquele o chefe do terreiro então quero falar com ele pois ele é mais poderoso... ah mas porque essa senhora passou na frente se estou esperando antes (senhora com câncer terminal). E vi outras coisas em outras religiões...
    Em todas, em todas, inclusive na minha, o que falta mesmo é o AMOR, A FRATERNIDADE, A COMPAIXÃO, O PERDÃO.
    Continue sendo como você é... não precisa ser religioso para ser FRATERNO e para ter AMOR ao próximo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Meu querido Bratz, meu querido (sou repetitivo rs)adorei este post resposta, realmente eu precisava de um posicionamenmto teu, gostei da faceta doposta anterior, mas abstive. Gosto de Cristo, então acho que sou cristão, gosto de Buda, então...e o espiritismo acho uma das mais lúcidas forma de entender o que não entedemos. Logo, tou feliz, pois mais uma vez percebo que comungamnos no mesmo caminho, o amor, a solidariedade, a fraternidade e a nossa busca pela felicidade. Obrigado por este post, parece que tu me ouviu, precisava saber de ti um pouco mais, pois o Thomas Jeferson pega pesado (não digo que é mentira), mas pegou pesado. Meu amado idolatrado salve salve Bratz, sempre muito bom estar por perto de ti. Adoro te encontrar em outros blogs (continuo mantendo a tradição de ler teus comentários rs);
    ps. Meu carinho meu respeito meu abraço minha admiração.

    ResponderExcluir
  7. Justcho Bratz... justcho!!! rsrrs

    Beijos meu querido.
    Saudades suas

    ResponderExcluir
  8. O problema, caro Bratz, é que as pessoas - não me refiro a todas as pessoas, afinal lá bem no meio dos mais de 7 biliões que quase esgotam a superfície dos continentes, talvez seja possível encontrar algumas excepções - parecem ter uma necessidade quase autofágica de se movimentarem a coberto da protecção de um rebanho. Guardadas por cães e sob a orientação de um pastor!...

    As pessoas, se não considerarmos as excepções, preferem abdicar do seu livre-arbítrio e da sua capacidade de decisão, para se tornarem vassalos de um qualquer senhor feudal a quem, quase sempre, permitem que possa definir os seus próprios pensamentos e, por vezes, gerir as suas emoções.

    É fácil apregoar fraternidade e solidariedade, mas, no fim, aquilo a que se assiste é ao culto da intolerância. É à indiferença perante os mais velhos que se abandonam nos hospitais ou no anonimato de uma esquina, no rodapé do desamor.

    ResponderExcluir
  9. Muito útil e bem colocado...adorei...penso exatamente a mesma coisa...parabens!!

    ResponderExcluir
  10. Eu discordo que todas (todas mesmo) as instituições religiosas são opressoras. Há exceções, mas não acho que caiba agora debate sobre isso, porque todo o resto do seu post é perfeito.

    Sou católico até hoje, mas não consigo rezar o credo nas missas. Rezo todos os dias para que a estrutura imperial ao redor do Papa caia, porém, continuo minha caminhada porque onde aprendi tudo isso foi na igreja, a comunidade do povo, de base, que resiste mesmo à própria igreja.

    E eu adoooro esse debate =)

    Bjs, gato!

    ResponderExcluir
  11. Ser um homem de bem, na medida do nosso possível.
    O resto, cada um cuide de si e faça como achar melhor...
    bjs.

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin