sexta-feira, 2 de março de 2012

Juízos


Juízos, juízos de valor sobre a vida, a favor ou contra, nunca podem ser, em última instância, verdadeiros: não possuem outro valor senão o de sintomas – em si, tais, juízos são imbecilidades. É, pois, necessário estender os dedos para tentar apreender essa fineza extraordinária que reside no fato de que o valor da vida não pode ser avaliado. Não por um vivente, pois ele é parte, e até mesmo objeto de litígio; não por um morto, por uma outra razão. Da parte do filósofo, ver no valor da vida um problema significa uma dúvida contra ele, um ponto de interrogação em relação à sua sabedoria, uma falta de sabedoria.

Nietzsche . Crepúsculo dos Ídolos

Paulo Braccini
enfim! é o que tem pra hoje...

33 comentários:

  1. Querido amigo, adorei o texto, bom para refletir. Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi querida! qto tempo mesmo eim? Obrigado pela presença e pelo registro! Beijão

      Excluir
  2. Nietzsche é foda (rsrsrs)! Aos infindáveis anos que Kant levou, por todo o caminha da crítica, pra desembocar no “Cumpre teu dever incondicionalmente”... ele simplesmente dá de ombros: e daí!!!

    Um gênio. E você, por tê-lo como guru, surpreendente.

    Abração.

    ResponderExcluir
  3. Misturando Freud com Nietzsche, quando alguém faz juízo sobre algo, sei muito mais da pessoa que sentencia do que sobre aquilo que é julgado...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita observação querido. Penso q Nietzsche sentia o mesmo tb.

      Excluir
  4. Amado,que saudade, desconfio que este trecho basta para concluirmos que somos todos estúpidos,condenados pela nossa própria humanidade,seja em atos, palavras ou silêncio,sendo assim incapazes de estarmos vivos sem atos,palavras ou silêncios.Como medir o imensurável?Continuamos tentando,esbofeteando nossa própria cara,ou jogando nossos conclusões estupidas ao vento.Estamos vivendo.
    No mais eu, vivendo aqui na África agora, em Moçambique.É como voltar no tempo, num Brasil de 30 anos atrás,mas com um povo mais escuro e bonito(se chutar um arbusto, saem cinco,e três são lindos).Infelizmente, homosexualidade é crime,o povo não se incomoda com isso,convivem bem, mas sabe como é, paira a ameaça sempre.
    Ainda estou adaptando,não existe transporte publico decente,governo decente,mas tem um calor parecido com o Brasileiro,uma coisa que te dá vontade de ficar,creio que podemos dizer que essa é mesmo nossa mama África,meio que me sinto no berço.Enfim, um beijo.Tudo de lindo e bom para ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uala! que bom receber notícias da amiga itinerante. Vc deve ter uma bagagem de experiências vividas invejável. Mas enfim, obrigado pelo carinho de sempre e fica bem. Beijão

      Excluir
  5. Huuuum, um puta texto pra um Puta reflexão hein... ;)

    ResponderExcluir
  6. Nietzsche deveria ser estudado nas escolas desde o ensino primário.
    Teríamos seres humanos melhores no mundo.

    Beijos meu querido

    ResponderExcluir
  7. Desde quenos propomos a abrir a boca para emitir um juízo sobre algo ou alguém, nos expomos a mesma categoria dos que estão sendo ajuizados. "O que tem pra hoje foi ... no mínimo...acertado".
    Não julgar. Não julgar nunca. (Chico Xavier)

    ResponderExcluir
  8. Sabedoria,
    falta de sabedoria,
    e caminhamos juntos
    rumo à imbecilidade.

    ResponderExcluir
  9. Desculpe, nem prestei atenção no seu post... você conseguiu me emocionar com seu comentário de hoje lá no blog... sério! Não se faz isso, muito menos nesse frio... ando daquele jeito, que você, como poucos, entende. Mais duas semanas pra voltar, meu lindo...

    Beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagina! Vc não faz ideia do q senti qdo te li hoje. Vivendo um momento super especial ... em breve notícia boa para vc e toda a blogsville ...

      Duas semanas passam rápido ... portanto relaxe e curta o frio ... até lá este calor infernal q está por aqui já terá passado ...

      bjão

      Excluir
  10. Sabe qual é a minha vontade nesse exato momento, Sr. Bratz ? Jogar o inferno da minha monografia na mão de vocês pra vocês fazerem. Quero ver sexo que consiga manter o bom humor de vocês. E sim, vou morrer cedo, amém.

    Inferno! HAUAHAUAHAUHAU

    ResponderExcluir
  11. Juízo é algo que eu não tenho eheheheheh

    ResponderExcluir
  12. Bratz:

    Li uma frase um dia desses da Madre Tereza de Calcutá na internet que acho bem pertinente no contexto desta postagem: "Quem vive julgando o outro não tem tempo para amá-lo".
    Lindo fim de semana queridooo. Abraços apertados.

    ResponderExcluir
  13. Eu tenho fugido de juízos de valor ultimamente. Na minha vida, então...
    Isso, no entanto, me afstou um pouco do blog. Voltando..
    Bjaum.

    ResponderExcluir
  14. É sempre complicado tentar esquecer o outro, né Bratz?

    Off: Visitei essa msg no dia da postagem, mas acredita q só hj consegui pensar em algo pra colocar na tela?
    Vai saber pq, né?

    Um bjo enorme!

    ResponderExcluir
  15. Excelente texto.
    Saudações.

    ResponderExcluir
  16. Poderá tudo ser relativo? Na condição humana, intrinsecamente emocional, será sim.
    Poderemos ou não fazer juízos de valor, poderemos ou não impor juízos de valor, poderemos ou não viver segundo juízos de valor, mas continuaremos a sofrer de existências arbitrárias.

    Bjx

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin