terça-feira, 3 de janeiro de 2012

O Experimento de Deus



Uma possibilidade que não consideramos foi que Deus é o irônico mor. Assim como os cientistas fazem experiências em laboratórios com ratos, labirintos e pedaços de queijo colocados atrás da porta certa, Deus pode ter preparado o seu próprio experimento, usando-nos como ratos. Nossa tarefa é localizar a porta atrás da qual está escondida a vida eterna. Perto de uma das possíveis saídas, ouvimos uma música distante, etérea; perto de outra, um cheiro de incenso; raios dourados de luz brilham ao redor de uma terceira. Empurramos cada uma dessas portas, mas nenhuma delas cede. Com uma emergência cada vez maior – pois sabemos que a caixa em que nos encontramos se chama mortalidade - tentamos fugir. Mas o que não compreendemos é que o objetivo do experimento é não escaparmos. Existem muitas portas falsas, mas nenhuma verdadeira porque não existe vida eterna. O jogo imaginado por Deus, o irônico, é este: incluir desejo de ser imortal numa reles criatura e depois observar as consequências. 

Julian Barnes. Nada a Temer


Tudo acabou: Natal, virada de ano, e tudo volta ao normal. Que coisa boa né? Vamos que vamos! Meu prazo de validade já está vencido mais ainda terei que aguentar mais um mês confinado aqui em BH. Fazer o que né? Mas Fevereiro vem aí e meu destino 1 para variar SAMPA! É isto aí ... Vamos que vamos!

Paulo Braccini
enfim! é o que tem pra hoje...

21 comentários:

  1. Eu acho Deus um sádico. E se ele existe, pqp, como ele gosta de zoar a gente!

    ResponderExcluir
  2. Lendo tua postagem, e a do Lobo, lembrei de Caim do Saramago.

    Vc já leu?

    Um bjão!

    E aproveita Sampa.

    ResponderExcluir
  3. Se te referes ao deus da bíblia, meu querido, creio nela haver vários deuses em variadas performances. Mas quanto ao sadismo arbitrário dele é inquestionável.
    E se fomos criados à imagem e semelhança dele... basta então olhar para o nosso percurso histórico para avaliarmos da perversidade do modelo.
    Se a morte é certa, porque nos preocuparmos a filosofar sobre ela e sobre a imortalidade? Quando chegar logo se vê.

    Bjx

    ResponderExcluir
  4. Oi, meu querido, tudo bem? Dois pitacos:

    Minha "teoria" (que nem é minha, mas não lembro onde ouvi e acabei adaptando) é que fomos nós, os homens, que expulsamos Deus do paraiso, por pura inveja e muita incompetência. E nossa cegueira é tal que nem percebemos que o paraiso continua aqui... só Deus que se foi.

    A outra é mais, digamos "light"... vais pra Sampa, heim! Quem sabe não marcamos um café para um bom bate papo... o que achas?

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. É uma teoria interessante, sobretudo levando em conta a nossa existência a qui na terra!

    bjoxxxxx querido!

    ResponderExcluir
  6. Lindo o texto.
    Feliz ano novo pra você.
    ;)

    ResponderExcluir
  7. Adorei o texto... De fato não se pode saber o que se passa em um experimento quando nós somos as cobaias! O jeito é não se importar com o experimentos, de forma a torna-lo cada vez mais imparcial e, portanto, confiável...

    Um abraço, Bratz... Até o próximo...

    ResponderExcluir
  8. Ei amigo, que bobagem é essa de dizer que o teu prazo de validade está vencida?
    O corpo físico é apenas um "recipiente" e ela não representa a tua verdadeira condição e essência!
    Conheço um estudioso e meio cientista que tem 84 anos, se você o conhecesse, diria que ele tem no mínimo uns vinte e pouco anos.
    Tamanha energia vital que este 'recipiente' ostenta, é incrível!
    Cultive a jovialidade da tua alma, pois sinto a sua energia e vitalidade daqui. Não permita que sentimentos ou pensamentos, de que somos efêmeros domine a tua verdadeira essência.
    O corpo envelhece, mas a alma não! Ela fica cada vez mais forte, quando vivemos a vida, quando não apegamos a nada nesta vida mundana.
    Portanto meu estimado amigo, neste ano2.012, continue a ser você mesma! E viva conforme aquela música: "Forever young, I want to be forever young!" acredite a nossa verdadeira condição espiritual!!!!!!!!!! FELIZ 2.012!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. eu não consigo é entender pq o ser humano deseja imortalidade.

    ResponderExcluir
  10. Uma amiga sempre fala uma frase: Deus sabe o que faz e nós não sabemos o que pedimos.
    Com o tempo,aprendi a acreditar nessa frase.

    Ah, li o q escreveu no Cesinha,viu?kkkkk.#daqueles.

    Beijos,querido.

    ResponderExcluir
  11. Costumo ver tudo isso como um grande teatro.
    Às vezes, peço para sair de cena, mas nunca encontro o diretor nessas horas. Daí fico pelos bastidores até alguém me empurrar novamente para o palco.
    O grande problema é que Deus nos coloca em cena sem nenhum script.
    É tudo na base do improviso mesmo.
    E o que vem depois... a mortalidade ou a imortalidade, como sempre, não há roteiro para saber.

    Abração!!

    ResponderExcluir
  12. Deus tem um senso de humor doentio...

    enfim, o que tem para hoje? Bratz no JeD! VEM GENTE!

    ResponderExcluir
  13. Deus pós tal pensamento na cabeça do homem? Acho que não...

    ResponderExcluir
  14. Bratz em SP?
    venha, cafés, cervas e comidas (ui, de comer eu disse)

    ResponderExcluir
  15. prazo de validade vencida deve ser pq a senhora está rodada ai em BH e precisa sair de cena para ser esquecida um pouco ashuahsauhsa
    Bjooos té mais

    ResponderExcluir
  16. eu não consigo é entender pq o ser humano deseja imortalidade. [2]. E eu não entendo o porque o ser-humano, nunca encontra as repostas e está sempre em tantas armadilhas.

    Bjos queridão.

    ResponderExcluir
  17. O aqui e agora é um tempo que não existe, e isto muda tudo do ponto de vista da imortalidade ou fim, firma e relativiza a eternidade, mas sem o romantismo da religiosidade. " Eles sabem " mas a eternidade sem romantismo não dá lucro, porém pela foto postada , a maldade é em si o fim e a morte. mesmo que vossa alma retorne.

    ResponderExcluir
  18. Uai, já que vc vai ficar por aqui em BH e eu tb, bem que a gente podia trombar por aí, né?

    ResponderExcluir
  19. Lembrei daquele trecho do filme O Advogado do Diabo onde John Milton - O Diabo - fala sobre ser o último humanista, e como Deus brinca e joga com seus filhos. (Tem o texto lá no blog)

    Ê moço que gosta de Sampa, esse Paulo, viu! Haahahahahaha...

    Se cuida! Estava com saudade =)

    Abraço.

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin