quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Enquanto isto! Uma DR entre dois advogados gays lá pelas bandas de AJU






Desajeitado, o magistrado Dr. AD tentava equilibrar em suas mãos, a cuia, a garrafa térmica, um pacotinho de biscoitos e a pasta de documentos. 
Estava se dirigindo para o seu gabinete, quando deparou-se com seu ADo, o também advogado Dr. DA, que já o observava há minutos. O susto foi tal que cuia, erva e documentos foram ao chão. O juiz franziu o cenho, pronto para praguejar, quando viu que a testa do companheiro era ainda mais franzida que a sua. 
Por se tratarem de juristas experientes, o diálogo litigioso que se seguiu obedeceu aos mais altos padrões de erudição processual. 
– AD! Eu não agüento mais essa sua inércia. Eu estou carente, carente de ação, entende? 
– Carente de ação? Ora, você sabe muito bem que, para sair da inércia, o Juízo precisa ser provocado e você não me provoca, há anos. Já eu dificilmente inicio um processo sem que haja contestação. 
– Claro, você preferia que o processo corresse à revelia. Mas não adianta, tem que haver o exame das preliminares, antes de entrar no mérito. E mais, com você o rito é sempre sumaríssimo, isso quando a lide não fica pendente... Daí é que a execução fica frustrada. 
– Calma aí, agora você está apelando. Eu já disse que não quero acordar o apenso, no quarto ao lado. Já é muito difícil colocá-lo para dormir. Quanto ao rito sumaríssimo, é que eu prezo a economia processual e detesto a morosidade. Além disso, às vezes até uma cautelar pode ser satisfativa. 
– Sim, mas pra isso é preciso que se usem alguns recursos especiais. Teus recursos são sempre desertos, por absoluta ausência de preparo. 
– Ah, mas quando eu tento manejar o recurso extraordinário você sempre nega seguimento. Fala dos meus recursos, mas impugna todas as minhas tentativas de inovação processual. Isso quando não embarga a execução. Mas existia um fundo de verdade nos argumentos do Dr. DA. E o Dr. AD só se recusava a aceitar a culpa exclusiva pela crise do relacionamento. Por isso, complementou: – Acho que o pedido procede, em parte, pois pelo que vejo existem culpas concorrentes. Já que ambos somos sucumbentes vamos nos dar por reciprocamente quitados e compor amigavelmente o litígio. – Não posso. Agora existem terceiros interessados. E já houve a preclusão consumativa. - Meu Deus! Mas de minha parte não havia sequer suspeição! – Sim. Há muito que sua cognição não é exauriente. Aliás, nossa relação está extinta. Só vim pegar o apenso em carga e fazer remessa para a casa da minha mãe. E ao ver o ADo bater a porta atrás de si, Dr. AD fica tentando compreender tudo o que havia acontecido. Após deliberar por alguns minutos, chegou a uma triste conclusão: – E eu é que vou ter que pagar as custas ...

adaptação livre de um texto, do qual desconheço o autor

Paulo Braccini
enfim! é o que tem pra hoje...

32 comentários:

  1. Confesso que eu demorei a entender, mas depois de entendido, a leitura tornou-se harmoniosa. Adorei!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. faço minhas as palavras do Muñoz

    beijos

    ResponderExcluir
  3. pobre AD
    sempre usado como exemplo
    hehe

    ResponderExcluir
  4. Acordei às 4 da matina. Fui atualizar o reader, vi a postagem e logo pensei:
    Q cara idiota, já vem me colocando como exemplo nas idiotices dele. PQP! Eu tenho que cortar minhas relações com Paulo Roberto, já tá enchendo o saco.
    (Depois do pensamento, voltei para cama irritado e tentei dormir).

    Depois de tomado suco de maracujá, limpado a cozinha, ter assistido a um episódio de Big Bang Theory, reatualizei o reader e parei para ler a postagem do Paulo Roberto. Não li palavra por palavra, apenas uma leitura superficial, mas ri com o uso dos termos jurídicos. É, fez-me ri.

    Mas meu humor já tá voltando ao estágio normal e não tenho mais o que falar.

    ResponderExcluir
  5. Demorei pra entender só o ADo, pobre do AD, essa DR começou inoscente mas acabou quase uma armadilha.

    ResponderExcluir
  6. Ixi li o comentario do AD agora, vixe acordou de TPM hoje.

    ResponderExcluir
  7. Queridos amigos isto é só uma brincadeira, não existe nenhuma mensagem subliminar ... bem! pelo menos por enquanto! rs ...

    Sr. Adeílson! 4:00 da matina é hora de estar na cama dormindo ... levantar para atualizar o Reader resulta em mau humor e isto não é bom para a cutis ... ou será a TPM? rs

    ResponderExcluir
  8. Coitado do AD arrumou uma sarna pra coçar, agora aguenta.

    ResponderExcluir
  9. DICA: É O QUE TEM PRA AMANHÃ...
    Nu Masculino no Cinema:
    http://ofalcaomaltes.blogspot.com/2011/08/o-cinema-e-o-sexo-o-nu-masculino.html

    ResponderExcluir
  10. Tadinho do AD.
    Confesso que ri mais com o coment dele.hauhuahua.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. "...tem que haver o exame das preliminares, antes de entrar no mérito."

    Ri alto, Paulo!

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Acho que AD agora tem o direito à resposta. E tenho dito!

    bj, beibe

    ResponderExcluir
  13. Hahahah, deixei vc preoCUpado né ...

    Estou de mal de vc, esse poste está muito complicado de entender ...vc precisa colocar uma versão simplificada para ex alunos de escolas publicas ..kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  14. kkkkkkkkkk...muito bom Bratz...Um post cult encima do AD, ele gostou tenho certeza. ..rsrsrsr

    ResponderExcluir
  15. hahahahahaha
    eu ri, viu?
    vou mostrar prum amigo meu adévogado.
    ;)

    ResponderExcluir
  16. Nossa queimei alguns neurônios para entender, mas depois que entendi adorei...

    Um abraço!!!

    ResponderExcluir
  17. Boa tarde pessoa lindaaaaa!!!
    E que seja um dia Maravilhoso e cheinho de Amor!
    BeijosSSSS

    ResponderExcluir
  18. Pauloo, muito bom. Certamente foi escrito por um advogado e muito criativo.
    Devido aos termos jurídicos, alguns somente conhecido no meio, creio que alguns aqui tenham compreendido inteiramente.
    Ri muito. O rito sumaríssimo aqui passa quase por uma "rapidinha" ou ejaculação precoce(kkk). Muito bom.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  19. Olá tudo bem, maravilhoso esse testo, muitas vezes os relacionamentos entram em crise e sem um motivo definido, mas sempre a uma culpa excessiva, como uma cabo de guerra, onde a culpa de tudo sempre é do outro, e acaba-se totalmente a reciprocidade, todo o companheirismo que já existiu um dia é inteiramente ignorado, como desculpa, e a desculpa só serve para tirar a culpa das nossas costas e colocar nas costas de outrem.

    ResponderExcluir
  20. Agradeço pela sua visita em meu blog, estava ausente mais agora pretendo voltar com força total, e estar sempre visitando seu blog, pois gosto muito de seu espaço, e acho muito legal a mistura de médico veterinário com filósofo

    ResponderExcluir
  21. "Eu estou carente, carente de ação" e muitos relacionamentos estão a morrer assim

    ResponderExcluir
  22. Sensacional... ri muito... pra vc ver como as coisas são relativas, né não? E ter que pagar as custas não vai sair barato... rsrrsrsrrsrs
    Beijokas e uma semana gostosa pra vc.

    ResponderExcluir
  23. Se fu... Digo... Não rola um direito de resposta? Coitado do cara, hahahahahaha....

    Abraço!

    ResponderExcluir
  24. Pauloooooooooo, cadê post novo? Tô com saudades!

    um beijo.

    ResponderExcluir
  25. Esses papos de conversa forense só nos deixa a ler por várias vezes para entender. Ainda bem que tudo encachou como um papo trivial. Risadas.
    Deixemos a vida de "quelé" AD e do Dr. ADo. em paz.
    Abraço

    ResponderExcluir
  26. Amigoooooooo, tá juntando poeira no blog ...cadê as novidades ou vc vai abandonar agente e torcar pelo tlumbr ?????

    bikokas :)

    ResponderExcluir
  27. Paulão querido Xará, você é magnifico, a sua adaptação é perfeita.
    A sua habilidade com as palavras, é extremamente inspiradora.
    Li umas quinhentas vezes, pensando se havia alguma mensagem oculta, aliás lí quinhentas vezes, com medo de fazer algum comentário, fora do contexto!
    Estarei voltando aos poucos, e quero que saiba que senti muita falta da sua forma relevante de cultura, e notei que perdi muitas coisas boas, por aqui!
    Beijos e abraços afetuosos, daquele que te estima pra C........!

    ResponderExcluir
  28. Oh gente.. quem sabe mudar de profissão aos dois! :))
    LOL!

    Advogados...

    quem os ama?
    rrsrs
    Pior que a maioria dos meus amigos são advogados! rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  29. Saudade do ADzinho.

    Que imbróglio complicado mas adorável de ler Bratz!

    Abração! :p

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin