terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Paragraph 175



Este filme narra a perseguição nazista, durante a Segunda Guerra Mundial, contra homossexuais. O “holocausto gay” teve como base um dispositivo legal da Constituição Alemã - o Parágrafo 175. 
Ele se baseia em testemunhos dos últimos sobreviventes de campos de concentração nazistas, de forma a reconstruir uma parte ainda ignorada da história da homossexualidade. 

Vale a pena conferir. 


Paulo Braccini 
enfim! é o que tem pra hoje...

35 comentários:

  1. Esse aí tem lugar na minha estante! Imperdível mesmo.

    Só lembrando: a tal lei do Parágrafo 175 já existia antes do nazismo e continuou existindo depois... escrevi sobre ele lá no blog, se quiser ver:

    http://doisperdidosnanoite.blogspot.com/2010/07/conduta-impropria-paragrafo-175-o.html

    ResponderExcluir
  2. Meu querido... Um belíssimo indicativo para uma sessão logo mais a noite. Valeu pela dica !

    ResponderExcluir
  3. Esse documentário eu quero ver. E como eu queria rever "The Celluloid Closet", muito bom!

    ResponderExcluir
  4. isso aqui agora virou cine cult do bracciola. Mas ando sem paciência para sentar no sofá e ver filme.

    E pode ficar com o cedro, eu tenho um próprio e já nasceu pronto, kkkkkkk

    ResponderExcluir
  5. Bom colocar em evidência as mazelas da brutalidade do holocausto.
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Já tinha baixado aqui, mas tá na fila de espera pra ver :/

    ResponderExcluir
  7. Apesar de revoltante, esse filme é muito bom.
    Bjux

    ResponderExcluir
  8. eu já tinha escutado a versão do beirut e não curti.

    E para com a historinha da panqueca que já perdeu a graça. Muda a música da vitrola véio.

    ResponderExcluir
  9. Os meninos do DPNN´já haviam comentado e fiquei louquíssimo pra ver. Ainda bem que vc refrescou minha memória.

    bj

    ResponderExcluir
  10. O documentário é ótimo.Recomendo tb.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. E Hitler tinha um pé no brilho, hã, hahahaha!
    Bj.

    ResponderExcluir
  12. Bratz, estou pasmo. Sério, só agora que me toquei da rôla enorme que tem atrás de tudo isso.

    ResponderExcluir
  13. Oba, filme pra assistir na madruga de sábado pra domingo, o/

    Tô precisando de uma reciclagem nos filmes de temática gay mesmo... por que não começar com esse?

    Valeus, Braccini, x)

    ResponderExcluir
  14. Já indiquei teu blog pra uns tantos amigos meus de bom gosto (homossexuais ou não).

    Ótimas dicas.

    Bj!

    ResponderExcluir
  15. Paulo

    Grande contributo para o conhecimento. Vou fazer o download.

    Abraço

    António

    ResponderExcluir
  16. Olá Paulo!!

    Confesso que não sabia, nunca tinha ouvido falar a respeito do holocausto homossexual.

    Conheço o holocausto, assisti filmes li a respeito, uma massa assassinada em nome da ignorancia e covardia dos " mais fortes". Entre milhares homossexuais, mulheres e crianças, a distintinção eu realmente não sabia.

    Bom... um forte abraço e um ótimo dia!

    Nos encontramos no Alma.

    Vinicius.

    Vou baixar o filme e assisti-lo!

    ResponderExcluir
  17. Mais um filme pra lista interminável. Do jeito que a burocracia anda, consigo ver esse em 2025 hahaha

    Beijo Paulo!

    ResponderExcluir
  18. se vc não tivesse colocado o link, eu nunca assistiria, pq outro filme de gays na segunda guerra mundial... não sei se aguento, não.

    mas ja q o link esta aqui e eu sou mesmo curioso p caramba... não custa nd, né?

    obrigado pelas dicas.

    ResponderExcluir
  19. Esses livros e filmes me dão uma certa revolta..fico inconformada com as histórias. Eu assisti " O menino do pijama listrado"...triste..quero ler o livro agora..e li também "O diário de Anne Franck". Vou ver este daí também =)

    Beijos, Paulo
    =)

    ResponderExcluir
  20. A questão é, será que terei coragem para assistir?
    Quando ví o filme O holocausto, chorei de raiva e odio, me senti muito impotente, com as mostruosidade!
    E posso te garantir que fiquei muito mal comigo mesmo, me senti péssimo!
    Talvez assista por consideração a sua recomendação.
    É bem provável que a ignorancia alheia fortaleça a minha humanidade!
    Valeu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  21. Noooooossa!!!!
    Den-so!
    Ficou denso!
    E eu aqui falando bANALidades!!!
    Shame on me!!!!!!
    Bjz!

    PS: Braccini de Kalil é TUDO!

    ResponderExcluir
  22. Vou baixar, sim, Braccini. EE irei escolher um horário bem gostoso em casa pra assisti-lo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. já vi e gostei .... e tenho uma camiseta com triangulo cor de rosa

    ResponderExcluir
  24. Antes que eu me esqueça as mas línguas dizem que Adolf Hitler era uma bicha, tricha, quatricha, quintricha , dentro do armário ... vai saber neahhhhhhhhhhhhhhh

    ResponderExcluir
  25. Vou baixar! Ai já te amava, agora, mais ainda Bj

    ResponderExcluir
  26. Hey, adorei o post anterioro do SAC. Esses filmes antigos assim não costumam me chamar atenção, mas quem sabe né.

    ~ E não se preocupe comigo, pois não sou fumante. O cigarro no post foi uma inspiração e um símbolo da falta de importância com relação ao assunto.

    *DB*

    ResponderExcluir
  27. Obrigado Paulo por passar pelo meu blog e deixar a sua marca. abraços.

    ResponderExcluir
  28. O holocausto sempre me toca muito. Sempre me faz chorar. Como Bent. Este eu não vou baixar hoje mesmo!

    Obrigado!

    E muito obrigado pelos comentários lá no blog. Sempre me levam à reflexão. O último, em especial, tá me catucando aqui hehehe.

    Obrigado mesmo!

    Um xêro!

    ResponderExcluir
  29. E daí veio o triângulo invertido rosa, com que os homossexuais eram assinalados nos campos de concentração e depois adoptado como símbolo pelos activistas homossexuais.
    Quando visitei Auschwitz-Birkenau pude ver um quadro com os símbolos atribuídos a cada diferente grupo social perseguido pelo horror nazi.
    Não foram apenas os judeus as únicas vítimas do horror dos campos de concentração nazis!

    bjx

    ResponderExcluir
  30. preciso encontrar tempo para asssitir estes filmes que vc esta postando aqui
    cada dica melhor que a outra
    beijooooooooooooooos querido e obrigado pela presença sempre presente lá no JeD

    ResponderExcluir
  31. sempre quis ver e não conseguia baixar..
    quando vieres de novo, te faço um agrado, se é que me entendes...

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin