sexta-feira, 30 de abril de 2010

O Erro


Nunca cometo o mesmo erro duas vezes, já cometo duas, três, quatro, cinco vezes, até esse erro aprender.

Paulo Leminski




Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Homens que Menstruam


Mais um craque da Blogosfera, é o amigo Herculano Neto, do Blog Porque voce faz Poema. Em seu perfil consta que nasceu em Santo Amaro da Purificação (BA). É poeta, ficcionista e letrista de música popular. Possui canções gravadas por Fagner, Alcione e Roberto Mendes. Publicou o livro de poesia CINEMA, Prêmio Braskem de Literatura. Funcionário público, cinemaníaco, neto do Herculano, um reles contador de estórias. Esta é uma de suas preciosidades aqui compartilhada com os amigos.

São feitos de sutilezas. Tudo neles está à mão e distante; sublimado e exposto. Para eles não há diferença entre comédia e tragédia, eles sabem que a vida é teatro. Armam cenas, cerram cortinas, esperam, afagam, afastam. Querem solidão suas madrugadas, querem atenção suas impaciências. Gritam, mas apenas pelo prazer do silêncio. Despetalam a flor da pele, as lágrimas dos cadernos, os livros das estantes. Nem sempre estão em ponto de bala, prontos para o combate; muitas vezes são alvos fáceis. São dóceis, indefesos, furiosos, indomesticáveis. Colocam as cartas na mesa, viram a mesa, viram o jogo; perdem por muito, vencem por pouco. Sabem de cor muitas mentiras, mas o que importa são as verdades: as mais duras, as mais inconfessáveis – todas passíveis de arrependimentos. Têm sempre certeza, certeza de tudo, embora achem que ninguém os entendam. Brigam, se desculpam, admitem a culpa, colocam a culpa no outro. Abraçam forte e longamente, acolhem em seus braços todas as possibilidades, todos os afetos. Querem amor e exigem amar, querem amar e exigem amor. Insistem em demonstrar força, porém são inseguros, frágeis. São meninos brincando de ser homens. Não sentem cólicas, sentem muito. Sentem ciúmes, se arriscam, pedem provas, se entregam, contradizem. Exibem suas cicatrizes com orgulho, cultivam algumas feridas como plantas. Choram trancados no banheiro, enxugam o rosto no lado mais frio da cama, buscam no escuro o calor do acaso. Suas noites são intermináveis, dolorosas e reconfortantes. Mas não há ambivalência em suas manhãs.



Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Minha Vida! Minha História!

O Fred do Blog Pelo Amor da Vaca Jersey publicou recentemente "Da Série 5 Tempos" onde demonstra o aspecto implacável do tempo na vida das pessoas. Efetivamente, o tempo é algo implacável mesmo, todavia, alguns aspectos inerentes à maturidade [rs] precisam e devem ser considerados: Com ela superamos a maioria de nossos medos, angústias e inquietações. Isto, sem dúvida, é algo magnificamente bom. Melhor seria se, como Chaplin ponderou, nascêssemos maduros e com o tempo fôssemos nos tornando mais novos até terminarmos nosso ciclo no útero materno. Mas enfim ... assim não quis a mãe natureza. Isto me inspirou a retratar aqui minha vida, documentada por fotos históricas que retratam esta caminhada.

eu 01 eu 02 eu 03

eu 04eu 05 eu 06

eu 07 eu 08 eu 09

eu 10 eu 11 eu 12

eu 13 eu 14 eu 15

eu 16 eu 17 eu 18

eu 19 eu 20 eu 21

eu 22

Paulo Braccini

enfim, é o que tem pra hoje…

terça-feira, 27 de abril de 2010

O Instinto e a Razão


Recebi via e-mail este vídeo que rola na net. Uma prova de que a dita racionalidade humana está devendo, e muito para o puro instinto animal. Vale a pena conferir e refletir sobre a questão.
O vídeo mostra um incrível episódio da história de Legadema, uma filhote de leopardo, cujo nome, no idioma setswana, quer dizer “Luz do céu”.
Os leopardos têm características curiosas. Ao contrário dos leões e das chitas, por exemplo, os leopardos são felinos reservados. Logo cedo, são estimulados a caçar sozinhos, sem o apoio da família, sobrevivendo graças à inteligência e ao comportamento furtivo, de quem vive às sombras para surpreender sua presa.
No caso de Legadema, desde os primeiros dias de vida, havia ameaças permanentes contra ela. Cinco de suas irmãs foram mortas por hienas, babuínos e outros predadores.
Em outra ocasião, um bando de babuínos tentou arrastar a mãe de Legadema e ela própria para fora da toca, sem falar nas hienas que estão sempre à espreita. Os leões também são outra outra ameaça importante.
A mãe de Legadema ensinou-lhe as técnicas essenciais para sobreviver como predadora e a mandou pra fora de casa, para cuidar da própria vida. Lições do tipo: “Como imobilizar a presa e fincar os dentes na sua garganta, até sufocá-la”, óbvio...
Bem, o vídeo mostra uma das primeiras caçadas de Legadema. O desafio era atacar exatamente um de seus piores inimigos: um babuíno




obrigado João


Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Desabafo


"Eu gosto do impossível, tenho medo do provável, dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo.
Tenho um sorriso confiante que as vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.
Sou inconstante e talvez imprevisível.
Não gosto da rotina. Eu amo de verdade aqueles para quem eu digo isso, e me irrito de forma inexplicável
quando não botam fé nas minhas palavras.
Nem sempre coloco em prática aquilo que julgo certo.
São poucas as pessoas para quem me explico..."

Bob Marley

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

sábado, 24 de abril de 2010

sexta-feira, 23 de abril de 2010

Dia do Planeta


Ontem comemoramos o Dia do Planeta Terra. Muito se diz e pouco se faz para esta que é a matriz de nossas vidas. Visitando, como de costume, os blogs dos amigos, deparei-me com um vídeo sensacional. Sério, crítico e, extremamente didático. Recomendo uma visita ao Blog Yag - na Contramão para que voce possa refletir com maior lucidez sobre esta questão que afeta a todos nós. Vale a pena conferir. Click aqui.

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje... 

quinta-feira, 22 de abril de 2010

Os que se perdem


Bons mesmo não são os homens que se acham, mas os que se perdem.

Se perdem nas palavras quando na presença de outro interessante, nos gestos e atitudes diante dele.
Se perdem nas emoções pelas quais são tomados, sem saber como reagir frente a novas situações.

Se perdem e perdem a pose  ao se derreterem pelo carinho do outro que o ama, entregando-se, cedendo aos caprichos dele.

Os melhores homens são os que, perdem completamente a vergonha, o medo e a razão, aqueles que não se assustam com intensidade porque igualmente o são, que os acompanham durante boa parte da vida e são capazes de, perdidos de amor, pronunciar as duas palavrinhas que dizem "eu te amo".

Homens que se perdem podem não ser a última bolachinha recheada do pacote, mas são, certamente, as mais gostosas."

A que fica no pacote pode até parecer importante já que é a ultima, mas provavelmente já perdeu a textura crocante e aquele sabor de "fresquinha".

Adaptado de um Fragmento de Denise em seu Blog Revelar-me

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Humor

Continuo sem vontade ... mais humor para ver se melhora a coisa por aqui ... pronto falei ...

clik na imagem para melhor visualizar

clik na imagem para melhor visualizar

clik na imagem para melhor visualizar


Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje

terça-feira, 20 de abril de 2010

Humor

Hoje meio que sem vontade de postar ... daí vai um pouquinho de humor para ver se as coisas melhoram ... hehehe ...

clik na imagem para melhor visualizar

clik na imagem para melhor visualizar

clik na imagem para melhor visualizar


Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Amor da tua vida


Ediney Santana um Baiano retado, é um dos mais admiráveis blogueiros que sigo através do Blog Non, Je Ne Regrette Rien. Recentemente este grande pensador e amigo fez uma reflexão tão inteligente e banhada de extrema sensibilidade sobre o Amor, que ousei compartilhá-la aqui com os amigos:

“Certa vez li em algum lugar que um bom livro é aquele que guarda sempre um mistério, que não se revela por completo.
Para mim o amor que interessa e sobrevive à crise da rotina é o que também guarda seus mistérios, o amor nunca revelado por completo contínua sendo sedutor.
Sem mistérios não há espaço para fantasias, ao nos revelarmos por completo nos tornamos comuns aos olhares do ser amado.
O amor cama, mesa e banho é o amor previsível, saturado e cedo ou tarde se perder na rotina é o encanto nu, vulgarizado. O beijo terno e gravata é a ponte para a separação S/A, beijo com cotação na bolsa de valores da alegria de estarmos juntos na mendicância das emoções.
Um dia no Globo Repórter vi um casal de velhinhos e fiquei bastante emocionado por eles viverem um amor adolescente, como todo amor deveria ser. Amores adolescentes guardam algo de “o mundo pertence a nós” *, amores envelhecidos são sufocados por tantos outros mundos no qual o próprio amor é algo menor, algo não rimado com felicidade a dois.
O amor do casal de velhinhos não esfriou quando no corpo havia mais rugas que tesão, era um amor encantado com o estranho que a cada dia amanhecia ao lado, o estranho que naturalmente ia se reinventando na alegria de amar sempre e sempre a mesma pessoa.
Todo amor deveria ser adolescente, todo beijo como o primeiro e único, cada orgasmo como a energia dos mistérios que ao se revelar oferecem muitos caminhos que não precisam ser revelados para no coração do amor nossa alegria despertar.
O problema é que emoções compartilhadas envelhecem. O padre Antonio Vieira em um ácido e definitivo sermão sobre esse tema (O Tempo e o Amor) joga a culpa pelo cansaço de se estar junto de quem se ama, não no fim dos mistérios sutilmente compartilhados, mas no tempo, que segundo ele tira as novidades das coisas.
O tempo tira a novidade do amor antes vivido com tesão quando queremos do outro fazermos extensão das nossas vidas negando-lhe o direito de viver a sua, para o nosso amor egoísta o outro é importante quando conseguimos fazer com que ele esteja a cada dia mais parecido conosco, uma espécie de andróide sem direito a coração próprio, quando queremos no outro um “porto seguro” sem nos preocuparmos se ele mesmo estar seguro ao nosso lado, quando exigimos um amor que não oferecemos, quando queremos fazer do outro um laboratório para realizarmos nossas experiências de doma sentimental, quando queremos extorqui do outro sua” Razão e sensibilidade”**
Desde cedo aprendemos a ter e nunca compartilhar, levarmos nossas competições diárias para o amor e cama, fazermos sexo para provar para o outro e a nós mesmos que somos bons e não para compartilharmos emoções, somos dados a fazer prisioneiros emocionais e nos rimos disso.
Sem doses de mistérios perde-se a graça de se estar junto e mesmo a cumplicidade deve ter seus limites, há na vida de cada um uma fronteira que nem mesmo um grande amor deve ousar a cruzá-la. O que desejo para mim? Todos os dias dormir e acordar com um novo amor, o mesmo amor de sempre motivado pelo essencial do amor que vai estar lá nele sempre a nos esperar.
Vinícius de Morais está certo quando nos diz que um amor deve ser eterno enquanto durar, viver intensamente nem que saiba por 24h um grande amor, nos perdermos nos seus mistérios e dizermos adeus quando pouco dele nos restar, dizermos isso com elegância de nos permitirmos amigos próximos do coração, da razão e dos “mistérios sempre há de pintar por aí”***


* Frase de Carlos Colla
** Título do romance de Jane Austen
*** Frase de Gilberto Gil

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

domingo, 18 de abril de 2010

Selo Blog de Excelência


"Nunca seremos capazes de desvendar o as sensações e os prazeres provocados pelo chocolate e pela vodca, seja lá qual for sua combinação... eis a questão!" Assim meu amigo de três letras * EFS * se apresenta em seu delicioso  Blog Vodca com Chocolate. O Mineirinho de Pará de Minas que tem lá suas delícias, presenteou o Enfim, é o que tem pra hoje com este Selo . Blog de Excelência. Obrigado queridão pela atenção. 

Ofereço este presente a todos os amigos deste Blog relacionados no sidebar.

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

sexta-feira, 16 de abril de 2010

A verdadeira história de Chapeuzinho Vermelho


Chapeuzinho viu uma movimentação num arbusto e foi ver o que era.
E lá estava ele, o Lobo. Então perguntou:
- Seu Lobo, o senhor por aqui?
- Sim, Chapeuzinho....
- Mas Seu Lobo, pra que esses olhos tão grandes?
- É para te ver melhor!
E o Lobo correu, sumindo pela mata.
Mais adiante, Chapeuzinho Vermelho percebe outra movimentação em uma moita e vai verificar.
Lá estava o Lobo.
- Seu Lobo! O senhor por aqui de novo?
- Pois é, né, Chapeuzinho...
- Mas Seu Lobo, pra que essas orelhas tão grandes??
- É para te ouvir melhor!
E o Lobo correu, sumindo mata adentro...
Mais adiante, outra movimentação em outra moita.
Chapeuzinho vai verificar e encontra, mais uma vez, o Lobo Mau.
- Seu Lobo, novamente, o senhor por aqui?
- É, né, Chapeuzinho...
- Mas me diga: para que essa boca tão grande?
- É para te mandar tomar no cú, porque eu estou querendo cagar faz um tempão e você não deixa.


contribuição via e-mail . obrigado Ivana

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Orgasmo Trifásico


Orgasmo feminino é coisa da qual as mulheres entendem muito pouco e os homens, muito menos. Pelo fato de ser uma reação endócrina que se dá sem expelir nada, não apresenta nenhuma prova evidente de que aconteceu ou se foi simulado.
Orgasmo masculino não! É aquela coisa que todo mundo vê. Deixa o maior flagrante por onde passa. Diante desse mistério, as investigações continuam e muitas pesquisas são feitas e centenas de livros escritos para esclarecer este gostoso e excitante assunto.
Acompanho de perto, aliás, juntinho, este latejante tema. Vi, outro dia, no programa do Jô Soares, uma sexóloga sergipana dando uma entrevista sobre orgasmo feminino. A mulher, que mais parecia a gerente comercial da Walita, falava do corpo como quem apresenta o desempenho de uma nova cafeteira doméstica.
Apresentou uma pesquisa que foi feita nos Estados Unidos para medir a descarga elétrica emitida pela "periquita" na hora do orgasmo, e chegou à incrível conclusão de que, na hora "H", a "perseguida" dispara uma descarga de 250.000 microvolts. Ou seja, cinco "pererecas" juntas ligadas na hora do "aimeudeus!" seriam suficientes para acender uma lâmpada. Uma dúzia, então, é capaz de dar partida num Fusca com a bateria arriada.
Uma amiga me contou que está treinando para carregar a bateria do telefone celular. Disse que gozou e, tchan, carregou. É preciso ter cuidado porque isso não é mais "xibiu", é torradeira elétrica! E se der um curto circuito na hora de "virar o zoinho", além de vesgo, a gente sai com mal de Parkinson e com a linguiça torrada.
Pensei: camisinha agora é pouco, tem de mandar encapar na Pirelli ou enrolar com fita isolante. E na hora "H", não tire o tênis nem pise no chão molhado... Pode ser pior!
É recomendável, meu amigo, na hora que você for “molhar o seu biscoito" lá na canequinha de sua namorada, perguntar:
-É 110 ou 220 volts? Se não, meu xará, depois do que essa moça falou lá no Jô, pode dar "ovo frito no café da manhã."
Esse país não melhora por absoluta falta de criatividade ... São as mulheres, a solução contra o apagão...


Millor Fernandes

contribuição via e-mail . obrigado Sandrinha

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Papo Sério

Associação em Defesa da Heterossexualidade


Semana passada, entrei num blog de teor estritamente homofóbico e que trata alguns assuntos que em determinados momentos me fazia crer que eu havia deixado o meu corpo e entrado numa realidade paralela, num mundo virtual. O blog tratava de um assunto, que custo acreditar existir, falava de uma "Associação de Defesa Contra a Discriminação de Heterossexuais" e até significou o termo heterofobia como "aversão a pessoas ou atos heterossexuais. O termo hétero aqui é usado como forma abreviada de "heterossexual", e fobia significa medo ou aversão."

A Associação anuncia que presta tratamento para homossexuais deixarem a "doença homossexualismo" e que conta com parceiros do Brasil inteiro para atender interessados em todo o território nacional. Creio que essa iniciativa infringe a lei 10.948, sancionada pelo ex-governador e candidato a presidência da república José Serra e caso haja "profissionais" envolvidos na reversão de homossexuais, todos os parâmetros estabelecidos pela OMS estão sendo contrariados. A proposta da Associação fere o direito de livre expressão de todos os cidadãos, quando dizem que irão combater o marxismo e o socialismo de esquerda. Até Marx, que deixou grandes contribuições, tornou-se alvo de fundamentalistas. Eles concluem dizendo que a sua principal atuação será na defesa da sociedade, família, casamento, criança e idoso.

A (des)Organização também cita uma pesquisa feita por Stephen M. White e Louis R. Franzini, indicando que há mais sentimentos negativos e heterofobia por parte de pessoas homossexuais e eles validam essa pesquisa com base nos emails que eles recebem e nos blogs que eles lêem, ou seja, são dados infundados, que levam em consideração apenas a rede de contatos de homofóbicos e que buscam por tais conteúdos. Seus argumentos são infundados, acusam os gays de heterofobia, mas em contrapartida são os gays que são surrados nas ruas e mortos por serem gays. A Associação em Defesa da Heterossexualidade é uma afronta ao movimento gay e a todos os direitos, apesar de poucos, que conquistamos até hoje. Dizer que as crianças têm que ser protegidas das influências dos gays é incitar o ódio e validar todas as agressões que o cidadão homossexual sofre socialmente.
Temos que nos mobilizar e criar ações impeditivas na manutenção dessa organização que prega a homofobia e se regozija com a anulação social do cidadão homossexual e defender a laicidade do Estado, pois tal organização é fruto de investidas de parlamentares como Carlos Apolinário, que apresentou o projeto de lei que institui o Dia do Orgulho Hétero. Nessas eleições, vamos limpar nossos legislativos de tais parlamentares que não tem compromisso com os direitos humanos.







Este post é de autoria de Marcos Freitas, um blogueiro que assim se define: “Vim ao Mundo para uma missão, qual missão? Não sei, pois quando souber não farei mais parte desse Mundo, hoje meu compromisso é de me tornar uma pessoa melhor, mais humana, amiga e apaixonada, confesso que tenho obtido êxito em algumas investidas, mas no Mundo também tenho que apreender a perder, a vida já me ensinou isso, e as vezes ela insiste em repetir o mesmo capitulo.” Marcos mantém o Blog Passageiro do Mundo, um espaço corajoso e critico que defende com seriedade e responsabilidade os direitos de cidadania dos homossexuais. Face à importância deste post, tomei a liberdade de transcrevê-lo na íntegra para compartilhar com os amigos.

OBS: Quem quiser denunciar a "Associação de Defesa contra a Discriminação de Heterossexuais" é só acessar o link da SaferNet.
Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

terça-feira, 13 de abril de 2010

Tempo


"O tempo não cura tudo.
Aliás, o tempo não cura nada,
o tempo apenas tira o incurável do centro das atenções. "

Marta Medeiros

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Faz de Conta


Não respondo teus e-mails, e quando respondo sou ríspido, distante, mantenho-me alheio: FAZ DE CONTA QUE EU TE ODEIO

Te encho de palavras carinhosas, não economizo elogios, me surpreendo de tanto afeto que consigo inventar, sou um ator, sou do ramo: FAZ DE CONTA QUE EU TE AMO.

Estou sempre olhando pro relógio, sempre enaltecendo os planos que eu tinha e que os outros boicotaram, sempre reclamando que os outros fazem tudo errado: FAZ DE CONTA QUE EU DOU CONTA DO RECADO.

Debocho de festas e de roupas glamurosas, não entendo como é que alguém consegue dormir tarde todas as noites, convidados permanentes para baladas na área vip do inferno: FAZ DE CONTA QUE EU NÃO QUERO.

Choro ao assistir o telejornal, lamento a dor dos outros e passo noites em claro tentando entender corrupções, descasos, tudo o que demonstra o quanto foi desperdiçado meu voto:FAZ DE CONTA QUE EU ME IMPORTO.

Digo que perdôo, ofereço cafezinho, lembro dos bons momentos, digo que os ruins ficaram no passado, que já não lembro de nada, pessoas maduras sabem que toda mágoa é peso morto: FAZ DE CONTA QUE EU NÃO SOFRO.

Cito Aristóteles e Platão, aplaudo ferros retorcidos em galerias de arte, leio poesia concreta, compro telas abstratas, fico fascinada com um arranjo techno para uma música clássica e assisto sem legenda o mais recente filme romeno: FAZ DE CONTA QUE EU ENTENDO.

Tenho todos os ingredientes para um sanduíche inesquecível, a porta da geladeira está lotada de imãs de tele-entrega, mantenho um bar razoavelmente abastecido, um pouco de sal e pimenta na despensa e o fogão tem oito anos mas parece zerinho: FAZ DE CONTA QUE EU COZINHO.

Bem-vindo à Disney, o mundo da fantasia, qual é o seu papel? Você pode ser um fantasma que atravessa paredes, ser anão ou ser gigante, um menino prodígio que decorou bem o texto, a criança ingênua que confiou na bruxa, uma sex symbol a espera do seu cowboy:FAZ DE CONTA QUE NÃO DÓI.


Marta Medeiros

Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin