sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Caio em Fragmentos


Ah, meu menino, se vc fosse um pouco mais do meu EU nesse TU, sem medo de ser feliz e com amor, a vida teria mais daquelas cores que se dispusesse a me dar.
Quis tanto dar, tanto receber. Quis precisar, sem exigências. E sem solicitações, aceitar o que me era dado. Sem ir além, compreende? Não queria pedir mais do que você tinha, assim como eu não daria mais do que dispunha, por limitação humana. Mas o que tinha, era seu ...
"já não temos mais idade para, dramaticamente, usarmos palavras grandiloqüentes como “sempre” ou “nunca”. Ninguém sabe como, mas aos poucos fomos aprendendo sobre a continuidade da vida, das pessoas e das coisas. Já não tentamos o suicídio nem cometemos gestos tresloucados. Alguns, sim - nós, não. Contidamente, continuamos. E substituímos expressões fatais como “não resistirei” por outras mais mansas, como “sei que vai passar”. Esse o nosso jeito de continuar, o mais eficiente e também o mais cômodo, porque não implica em decisões, apenas em paciência."
"(...) você cresceu em mim dum jeito completamente insuspeitado, assim como você fosse apenas uma semente e eu plantasse você esperando nascer uma plantinha qualquer, pequena, rala, uma avenca, talvez uma samambaia, no máximo uma roseira, é, não estou sendo agressivo não, esperava, de você apenas coisas assim, avenca, samambaia, roseira, mas nunca, em nenhum momento essa coisa enorme que me obrigou a abrir todas as janelas, e depois portas, e pouco a pouco derrubar todas as paredes e arrancar o telhado para eu você crescesse livremente (...)" .
"Olha, eu estou te escrevendo só pra dizer que se você tivesse telefonado hoje eu ia dizer tanta, mas tanta coisa. Talvez mesmo conseguisse dizer tudo aquilo que escondo desde o começo, um pouco por timidez, por vergonha, por falta de oportunidade, mas principalmente porque todos me dizem que sou demais precipitado, que coloco em palavras todo o meu processo mental (processo mental: é exatamente assim que eles dizem, e eu acho engraçado) e que isso assusta as pessoas, e que é preciso disfarçar, jogar, esconder, mentir. Eu não queria que fosse assim. Eu queria que tudo fosse muito mais limpo e muito mais claro, mas eles não me deixam, você não me deixa".
"Aos poucos a gente vai mudando o foco. E o lugar nem te acrescenta mais, você começa a precisar de outros lugares. E de outras pessoas. E de bebidas mais fortes. Nem pensa. Vai indo junto com as coisas."

Caio Fernando Abreu

Paulo Braccini
enfim! é o que tem pra hoje...

13 comentários:

  1. Obrigado por proporcionar tal delícia.

    Caio é bom até as 00:31 da madruga

    beijo enorme pra tu

    ResponderExcluir
  2. Querido amigo, que belo texto. Como as necessidades e os valores vão mudando ao longo do tempo. Beijocas

    ResponderExcluir
  3. Nosssssa, o ultimo parágrafo caiu com uma bomba na minha cabeça ... e falou tudo :)

    ResponderExcluir
  4. Falar da genialidade de Caio Fernando é desnecessário.
    O problema é que as pessoas costumam exigir mais do que o outro pode dar, sem respeitar as limitações individuais. É como se o outro tivesse a obrigação de suprir nossas carências,quando na verdade quem tem que administra-las somos nós mesmos.
    O tempo nos ensina a cultivar a paciência, essa árvore que dá bons frutos.
    Bjux

    ResponderExcluir
  5. Sabia que nunca li Caio? Um amigo briga comigo toda vez que lembro ele disso, hahahaha.

    Quem sabe agora nas férias não faço minha primeira incursão?

    Bjos

    ResponderExcluir
  6. "Vivendo a aprendendo a jogar... Nem sempre ganhando, nem sempre perdendo, aprendendo a jogar."
    (Autor: Gulherme Arantes).
    Bj.

    ResponderExcluir
  7. tudo dependendo de um se...

    beijos querido

    ResponderExcluir
  8. engraçado q ainda essa semana fiz um post parecido com esse que eu vou postar daqui há algum tempo.

    confesso que conheci o Caio há pouco tempo, mas, de uma maneira como eu nunca vi, um escrito consegue traduzir um monte de pensamentos meus assim, fragmentados.

    e eu agradeço aos amigos blogueiros, porque foram justamente vocês quem me apresentaram esse escritor genial.

    ResponderExcluir
  9. Nossa a vontade que fiquei de gritar agora quando li Caio ♥ gente esse homem escreveu minha vida antes mesmo da minha pessoa nascer *-*
    Amo d+.
    Perfeito!

    ResponderExcluir
  10. Eu me delicio com ele. Sabia?
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Caio é fantástico. Um dia terei o orgulho de dizer que li toda a obra dele.

    Adoro!

    Xêrooo!

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin