quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Falamos a mesma língua?


As expressões aqui listadas correm soltas na linguagem televisiva e na imprensa de Portugal; não é piada; interpretem como informação pura e simples. 
Relato sobre um casal português de passagem pelo Brasil. 

  
Ainda no aeroporto, pediram uma água fresca lisa (gelada e sem gás), pois tinham comido no avião uma punheta (bacalhau cru desfiado, servido como tira-gosto). 
Após a água, nosso amigo tomou uma bica (cafezinho). 
Foi ao salva-vidas (sanitário) e disse-nos que o autoclismo (descarga) funcionou com dificuldade. 
Na rua, viu os almeidas (garis) recolhendo monstros (entulhos). Perguntou-nos como estava nosso puto (adolescente) e se as canalhas (várias crianças) de meus irmãos estavam bem. 
Se a SIDA (AIDS) estava sendo contida nas campanhas com o uso do durex (camisinha, pois a fita durex lá se chama fita-cola). 
Desejou passar num armarinho e ao chegar queria comprar alfinetes e pregadeiras (broche em Portugal significa sexo oral realizado pela mulher no homem). 
Na farmácia compraram também um penso (curativo) porque algo sentia no pé. E, como a mulher estivesse com história (menstruada), queriam também um penso higiênico (absorvente íntimo), pois já estava sujando a cueca (calcinha de mulher). Aproveitou e adquiriu um adesivo (esparadrapo) para proteger o pé do sapato, que estava apertando. 
No bar, perguntou se havia no recinto muito paneleiro (bicha) que não honrava a pila (pinto) e fufa (sapatão) com cara de gajo (rapaz). Tomou algumas cervejas de pressão (chopinhos) e pagou a conta ao empregado de mesa (garçom). 
Pela manhã, na praia, admirou-se com a pronta ação do banheiro (salva-vida), ao retirar do mar uma rapariga (moça) que se afogava. Ficou impressionado com passageiros que viajavam dependurados no autocarro (ônibus). 
Achou um giro (legal) o movimento na Praia de Porto de Galinhas. 
A todo momento passava a mão no saco (bolsa a tiracolo de homem e de mulher), preocupado com pivetes. 
Achou uma ponta (excitação sexual) os biquínis sumários existentes. 
Comprou carne de borrego (carneiro novo) no talho (açougue) e levou para guardar no nosso frigorífico (geladeira é um termo completamente desconhecido). 
Gostou do nosso andar (apartamento), por ser muito ventilado, no sexto piso (andar). 
Estranhou o ardina (jornaleiro) vendendo na véspera o jornal do dia seguinte (convenhamos que essa mania brasileira é, realmente, muito estranha!). 
Se a propaganda da Caixa Econômica Federal fosse feita em Portugal seria "Vem para a boceta (caixa) você também. Vem!". Essa palavra se usa com freqüência nos meios de comunicação e o palavrão correspondente é crica ou cona. 
Na farmácia, é comum se perguntar se vais "tomar a pica no cu," significa aplicar uma "injeção na nádega." Só se configura o palavrão se se disser "no olho do..." 
Na padaria disse não gostar de "entrar no rabo da bicha para pegar o cacete" (entrar no fim da fila para pegar o pãozinho). 
Ajustar o breque é o mesmo que soltar um pum.  Breque, freio para os paulistas, em Portugal é travão.

ps: Esta é postagem de número 1500. Obrigado a todos que através destes 03 anos se fizeram ou se fazem presentes no Enfim! é o que tem pra hoje ...


Paulo Braccini
enfim! é o que tem pra hoje...

45 comentários:

  1. parabéns pelos 1500 querido. Beijao!

    ResponderExcluir
  2. Rs. Incrivel como algo que deveria ser igual, pelo menos em significado é tão diferente. Francamente, prefiro a nossa!

    PS> oh, não sabia que "salva-vidas" era banheiro (muito extremo - rs - melhor salva-vergonha). Pra mim chamavam todos os banheiros (inclusive o banheiro onde se toma banho) de "casa de banho".

    LUV CURTURA!

    ResponderExcluir
  3. Querido amigo Paulo, sou filha de pai e mãe portugueses, e sei da dificuldade que é entende-los, mesmo as pessoas que convivem com eles desde pequenas ( eu )., o significado das coisas muda muito. E principalmente em determinadas regiões de Portugal, que falam dialetos, ai que não se entende nada. Falamos a mesma língua? acho que algo parecido...mas com muitas diferenças..Parabéns pelas 1500 postagens...Beijocas

    ResponderExcluir
  4. Ora pois, gajo belo post já pensou em nas terras do descobridores do Brasil e tentar tomar um pica no cu , não ia ser legal :)

    Parabéns pelos 1500 ....:)

    E que venha os 3000, 10000, 100000...cansei :)

    ResponderExcluir
  5. AHAHAHA, me mooro de rir com isso!Imagina,eles ouvindo a gente falar!
    bjos.

    ResponderExcluir
  6. quando eu era puto (adolescente) preferia mais punheta (bacalhau cru desfiado, servido como tira-gosto) do que hoje. E usar durex (camisinha, pois a fita durex lá se chama fita-cola)sempre e nada de tomar a pica no cu(injeção na nádega)tenho medo de agulha. E que delicia ir na padaria de la emmm e"entrar no rabo da bicha para pegar o cacete" (entrar no fim da fila para pegar o pãozinho). hahaha adorei fazer frase com essas palavras lusitanas.

    1500 posts isso eh fantastico, parabens.
    bjs.

    ResponderExcluir
  7. Meu caro Paulo,

    Azar o meu que sou o primeiro a comentar e aind apor cima sou português, vivendo em Portugal.

    Vou deixar aqui algumas correcções a esse texto, que é muito divertido:

    «(broche em Portugal significa sexo oral realizado pela mulher no homem)» - e também de um homem a outro homem.

    «salva-vidas (sanitário)» talvez se use em certas aldeias mais remotas. Na verdade, dizemos «sanitas».

    «durex (camisinha)» - na verdade é uma marca. A vossa expressão «camisinha» foi maioritariamente adoptada por nós, em Portugal. Alguns mais abtigos chamam de «camisa de Vénus».

    «cervejas de pressão (chopinhos)» - ninguém usa essa expessão, mas sim «imperial» (um copo normal, alto, estreito na base e boca larga), ou «girafa» (tamanho grande).

    «Achou um giro (legal)» - na verdade essa não é a expressão correcta, mas sim: «dar um giro» (significa dar um passeio curto) ou então «é giro/a» referindo-se a uma coisa, animal ou ser humano bonitos. Depois há variantes diminuitivas e aumentativas: girinho e giraço.

    «(geladeira é um termo completamente desconhecido)» - é muito conhecido, sobretudo pelas pessoas que retornaram de África, após a indepeência e guerra colonial. Só que aqui diz-se «geleira».

    «boceta (caixa)» - não existe, pois diz-se «caixa».

    «"tomar a pica no cu,"» - há dezenas e dezenas de anos que apenas dizemos «injecção». Essa é uma expressão muito antiga e já nem é usada nas aldeias.

    «"entrar no rabo da bicha para pegar o cacete" (entrar no fim da fila para pegar o pãozinho)» - correcta mas forçada, pois inguém diria isso. O mais certo era dizerem: «ficar no fim da bicha para comprar papo-secos» :)))

    Grande abraço.~

    António

    ResponderExcluir
  8. Adoooro Portugal e os seus! Pelo menos todos os que conheci (dois, rsrs). Adoro 1500 posts! Feliz aniversário!

    ResponderExcluir
  9. Hummmmm,queremos mais 1500 posts,Paulo.

    Rachei com o post.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. acho muito horrível o sotaque português! Algumas dessas palavras eu conheciaa!!! Coisa estranha chamar broche de boquete ou seria ao contrário?!!
    ai aiii!
    heheeehe
    abraçoooo!

    ResponderExcluir
  11. Muito interessante o texto. Parabéns pelos 1500 posts. Sucesso sempre.
    Bjux

    ResponderExcluir
  12. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk óóó ráios.

    Eu achei muitoooo interessante esse "palavrear" dos nossos irmãozinhos portugueses (Ora, pois).

    To me matando de rir aqui, e com licença Paulinho, to indo na padaria buscar uns cacetes kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (E olha que eu traço dois no café da manhã kkkkkkkkkkkkk)

    Beijoooooooooooooooooo de bom diaaaaaaaaaa.
    Ô Guri, eu te gosto demais da conta!!!

    ResponderExcluir
  13. São as diferenças na própria Língua Portuguesa.

    Ficou legal.
    Ah, parabéns!
    Não se esqueça que tudo pra nós, brasileiros, tudo começou em 1500 (pelo menos é o que contam).

    Bjs.

    ResponderExcluir
  14. Seria legal um texto com a linguagem viada.

    Vc é especial e merece todo esse carinho. Saiba disso, viu?

    Prometo que em breve te pago com favores sexuais. rs

    bj, Paulão!

    ResponderExcluir
  15. definitivamente, é uma outra língua.

    uma língua confusa.

    ResponderExcluir
  16. Parabens pelo niver do Blog...

    ainda bem que tinham os parenteses, senão eu não entederia nada =))

    beijões

    ResponderExcluir
  17. Meo Deos, eu pensava que falássemos a mesma língua, mas agora fiquei até com uma pontinha de medo de conversar com portugayses! Eles tem um tom um tanto rebuscado né, um dicionário muito estranho rs, mas gosto deles mesmo assim... Eu acho... E parabéns pela 1500ésima postagem!!!!! uhuuuullll!!! Bjaaaoo!

    ResponderExcluir
  18. Paulitchos, fiquei bege!
    É tão engraçado esse tipo de coisa, a mesma palavra com significados tão distintos...rs.

    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  19. Aaaaah, já me esqueci duas vezes de falar, rs, vc é muito inteligente, é sim, mas... Então... Eu estava falando de pessoas diferentes... Shiiiu! Tem coisas que eu ainda não posso confessar... hehehe aloka! Bjuuu!

    ResponderExcluir
  20. Bom dia querido...
    Muito bom o post...pior que é assim mesmo. Vivi algum tempo em Portugal e no início, muitas vezes, me sentia na China....heheheh
    Ótima quinta, azuladinha e quente.

    Bjs meus !

    ResponderExcluir
  21. Oi Querido
    Sobre o post posso afirmar categoricamente que muitas das palavras não correspondem a verdade
    De onde você tirou o post ou quem o fez apenas quis brincar com as palavras.

    Beijão

    ResponderExcluir
  22. Muito interessante o português de Portugal, aqui tudo é sacanagem...rsrs.
    Meu querido Paulo, deixo aqui um forte abraço e parabéns pela postagem de nº1500, que MARAVILHA isso.

    Beijos, muitos, adoro você.

    Fiquei feliz em saber que La Boheme com Charles Aznavour, fez parte de momentos seus.
    Mais beijos.

    ResponderExcluir
  23. parabéns pela postagem e pelo blog e que ele dure mto mais.

    ResponderExcluir
  24. Existe diferenças sim, mas, como já foi explicado aqui por alguém, não é tão sacana, como as piadinhas de português.
    E realmente tem que aplaudir pelos 1.500 posters.
    Parabéns e bjos. e abraço.

    ResponderExcluir
  25. Veja aí... 1.500 posts... q sucesso. O meu blog tb tem 3 anos e não tem nem 500 posts... ^^ Parabéns, Paulo... muito e muitos posts ainda estão por vir... bjão!

    ResponderExcluir
  26. Lembrei da Terça Insanda... Tem um personagem "Carlota Joaquina" hilário que fala disso aí... As diferenças da mesma língua!

    ResponderExcluir
  27. legal as correções do querido Antonio mesmo assim é bom sempre informar que se trata de brincadeira porque como você sabe eiste vida inteligente mas também (e muito) desprovida dela na blogosfera
    rs

    beijão

    ResponderExcluir
  28. Olá paulo, respondendo se somos baianos! sim! Soteropolitano da gema, nescidos bem próximo a Colina Sagrada do Sr. do Bomfim, no bairro da Boa Viagem, donde guardam a imagem do Bom Jesus dos Navegantes e sua Galiota.
    E descendentes de portugueses, misturado com com brasileiro legítimo. Risadas.

    Abraço

    ResponderExcluir
  29. Êeeeeeeeeeeee... vida longa ao "enfim! é o que tem pra hoje"... sinto me honrado em ter como amigo blogayro uma das figuras mais interessantes da blogsfera!!!

    Quanto à língua portuguesa [PT e BR]... realmente... será que falamos a mesma língua?

    Mas é isso que torna essa "torre de babel" mais interessante a cada passo... assim como os sotaques destribuídos por todos os cantos do brasil...

    umBeijoCaloroso&FelicitaçõesPeloBlog!

    ***

    ;-)

    ResponderExcluir
  30. E ainda tentam criar meios de aproximar as "diferentes" línguas, sem se dar conta que a diferença não é gramatical, é puramente cultural.

    E parabéns pelo 1500º post, Paulo! Que venham outros 1500 em breve! =D

    Abração!!!

    ResponderExcluir
  31. Aliás Quiiridjo... Campo Grande agradece seu apreço por ela!!!

    E pára di graça... Quem sou pra fazer diferença pra uma cidadhy? hahaha!

    Mas com a ajuda de "Nössa Senhora Protetora das Beeshas Sem Lazer"... a noitchy LGBT por aqui há de melhorar...

    ***

    outroBeijo!

    ;-)

    ResponderExcluir
  32. Parabens pelos 1500 posts e que venham mais, meu pai mora em Portugal...hehehee

    doido eu pra voltar...viajar sempre é bom..

    abraçao

    ResponderExcluir
  33. 1500 é algo tão

    #descobrimentobrasil

    ADorei tua mensagem sobre a entrevista!

    Beijao pra vcs!

    ResponderExcluir
  34. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    morri...
    se morasse em portugal, estaria frito...

    abraços
    voy

    parabens pelo numero ^^
    1500 eh digno de respeito heim!

    ResponderExcluir
  35. Meus Parabéns pelos 1500 posts...
    esse blog é um dos melhores que existe... muito obrigado por mante-lo no ar... e muito obrigado por existir em nossas webvidas... ao menos na minha webvida...
    sucesso amigo...

    ResponderExcluir
  36. um tesudo beijo de língua a todos ...

    ;-)

    ResponderExcluir
  37. Bem, as pessoas andam jogando tanto lixo nas ruas que o lixo esta verdadeiramente virando pilhas de monstros. Tenho que concordar que existem alguns adolescentes bem putos mesmo... Nós homens quando temos uma excitação sexual sentimos uma ponta mesmo, lá embaixo. "Vem para boceta você também" seria um bom slogam para as pessoas mudarem de banco. Tomar pica no cú? Entrar no rabo da bicha para pegar cacete?
    kkkkkkkkkkkkkkkkkk
    Fico imaginando um pobre infeliz português falando isso em um hospital ou numa padaria!
    kkkkkkkkkkkkkkk
    E banheiro salva-vida de muitas pessoas em momentos apertados...
    kkkkkkkkkkkk

    Parabéns Paulinho!
    Mais sucesso para você!
    Abraço!

    ResponderExcluir
  38. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    i é mesmo Paulo?
    hahahaha ri de mais, isso pq ambos falam Portugues mas pqp quanta diferença e é muito engraçado
    "A todo momento passava a mão no saco" hahahaha eu morri de ri nessa parte.

    Beijão

    ResponderExcluir
  39. Nossa, que legal! (pros dois: pelo texto e pela postagem 1.500)

    ;)

    Beijão!

    ResponderExcluir
  40. Parabéns pelas 1500 postagens.Um dia chego lá,rsrs.
    E que postagem hein...
    Se um dia for pra Portugal tenho que tomar cuidado com o que vou falar ,rsrs.

    Amo seu blog!

    Abração querido amigo.

    ResponderExcluir
  41. Adorável "Xará,"
    Olha falei que estava muito receioso de deixar algum tipo de comentario sem graça e que realmente revelasse a minha verdadeira falta de criatividade!
    Depois de me "recuperar" da sua postagem(vídeo), daquela "moça" chama Dillah, pois literalmente entrei em estado de coma.
    Só agora que estou recuperando a minha consciencia e forças!
    Este post foi revelador, e descobri que se um dia fizer uma viagem para a Europa não poderia ir a Portugal!
    Pois a probabilidade de ser internado como um louco é muito grande!
    Acho que todas as vezes que pedir informações não aguentaria e daria altas gargalhadas!
    Obrigado pelo carinho e pelas postagens que diverte muito agente!

    ResponderExcluir
  42. adoro essas comparações linguisticas luso brasileiras sem falar na tal história da buceta (caixa) de pandora

    ResponderExcluir
  43. Alguns dos exemplos estão errados, mas é claro que falamos a mesma língua. Entre o inglês dos EUA e o inglês do Reino Unido há diferenças, aplicando-se o mesmo ao castelhano/espanhol de Espanha e o castelhano/espanhol da América Latina. É uma mesma língua que evoluiu nem sempre em concordância, o que é naturalíssimo se atendermos ao facto de haver um oceano a separar-nos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois de tanto tempo vi e concordo com vc que nem tudo está correto ... valeu a lembrança querido amigo.

      Excluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin