quarta-feira, 2 de junho de 2010

Hoje

O dia não foi meu
e tantos outros que o não são
erro no calendário
ou voluntária distração
E os dias que foram meus
gestos de outros são
que se dão a quem os quer
nos dias que o não são
E da pressa de os perder
do cansaço de os contar
ganho vícios da noite
que me sabem perdurar
Marcelino Vespeira


Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

11 comentários:

  1. Tantos dias! Vou começa a observar.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Ehhh...essa vida atribulada do dia a dia.
    A noção de tempo fica meio zuada mesmo.

    faloo aee PAuloo

    ResponderExcluir
  3. Hoje o dia é meu, percebi logo cedo. ;)

    Beijocas, querido!

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  4. Sempre colhendo o que há de melhor e mais sensível...

    ResponderExcluir
  5. Nunca parei para pensar. Sempre fui mais de viver,
    Bjux

    ResponderExcluir
  6. Tantos dias que nossos não são...

    Muito bom, gostei da tristeza...

    ResponderExcluir
  7. Eu paro muito pra pensar.
    E vivo pouco.
    E os dias são tão iguais.
    Ai, ai....

    Xerux.

    ResponderExcluir
  8. Que linda escolha Paulo...pôxa, o tempo passa e não vivemos o nosso hoje, muitas vezes o entregamos, sem perceber, nas mãos de segundos, terceiros...e eles vivem o nosso hoje e nós?...nada, nada...

    Beijos meu querido.

    ResponderExcluir
  9. Obrigado amigos pela presença ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin