sexta-feira, 18 de junho de 2010

Há um limite para se ser profundo


Há um limite para se ser profundo. Há um limite para se ser subtil. Há um limite para se ser bom observador. Nós temos de nos mover num mundo de limites para a viabilidade de se ser. O limite da profundeza é a escuridão. O da observação é o do microscópio eletrônico. Mas tudo no homem é assim. Para lá de certos limites é a confusão, a gratuidade, a loucura. Assim o grande amor se reconhece na morte ou o excesso da razão na confusão ou sofisma ou absurdo ou impensável ou gratuito. Todo o excessivo no homem é desumano ou degenerescência ou vazio. Mas que há de grande no homem senão o excesso de si? E é decerto aí que mora Deus. Ou mais para lá.
Vergílio Ferreira . Escrever
Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

39 comentários:

  1. Limites são importantes até pra saber onde se quer chegar...e aumenta-los.

    Abração e ótimo find Paulinho! e que semana que voou né??

    ResponderExcluir
  2. Gostei do texto.


    abraços
    de luz e paz


    Hugo

    ResponderExcluir
  3. Caramba.. que foda este texto! Eu sou muito atraído por este abismo off-limits e de uma maneira esquisita, porque também isto me cansa e me parece que seria melhor uma vidinha medíocre (no sentido original de "na média"). Bjão querido

    ResponderExcluir
  4. Bacana o texto. Uma ótima mensagem para o dia.
    Abraços meu amigo.
    Denis

    ResponderExcluir
  5. Ter limites.
    O que é isso?
    Vamos reflitir?
    Então....
    Bj.

    ResponderExcluir
  6. é verdade... pra tudo tem limite...
    será que até mesmo pra inteligência... to num dilema! Tenho um amigo (identifico pelo msn) que ele é inteligentíssimo... Mas, por ele ser tão inteligente, ele alcança o nível de irritância e petulância master... #Tensão
    Besos, Bra!

    ResponderExcluir
  7. Bela reflexão Paulo, faz a gente pensar. Um abração!

    ResponderExcluir
  8. Adorei, Paulão!

    E julho já tá aí. Vais er tuuudo!

    bj

    ResponderExcluir
  9. Essa de excessos realmente pode dar muito o que falar, Paulo. Sempre fui da opinião de que não é nos exageros que se encontra a satisfação para as nossas necessidades, e que, ao contrário, é justamente em saber até que ponto se vai que está a chave para se obter aquilo que se almeja.

    Bom fim de semana, Paulo!
    Monsieur Cvet z Juga.

    ResponderExcluir
  10. Todo o excessivo no homem é desumano ou degenerescência ou vazio. Essa frase diz tudo.
    Tenha um ótimo findi.
    Beijos,Paulo.

    ResponderExcluir
  11. legal vc falar assim sem rodeios e com uma linguagem fácil, bem que o Endim disse que era pra eu vir aqui de vez em quando ler e comentar.

    ResponderExcluir
  12. ...ou bem mais pra lá...

    Bem, realmente há um limite para se profundo...
    chega de viajar na maionese,
    se afogar na profundidade de colheres de chá...
    Que nossas reflexões sejam concretas, mesmo que metafísicas...

    Adorei o texto!

    ResponderExcluir
  13. Quem não atravessa seus excessos, não conhece seus limites!

    Abração querido! ^^

    ResponderExcluir
  14. O bom dos limites É EXCEDÊ-LOS!!!

    Estou de volta...
    um milhão de novidades...
    muitas saudades...

    bjbjbj

    ResponderExcluir
  15. Pra ti, querido! Posto que Imortal és em Vida! Lindíssima postagem*

    *Eu fui. Mas o que fui já me não lembra:

    Mil camadas de pó disfarçam, véus,

    Estes quarenta rostos desiguais.

    Tão marcados de tempo e macaréus.




    Eu sou. Mas o que sou tão pouco é:

    Rã fugida do charco, que saltou,

    E no salto que deu, quanto podia,

    O ar dum outro mundo a rebentou.




    Falta ver, se é que falta, o que serei:

    Um rosto recomposto antes do fim,

    Um canto de batráquio, mesmo rouco,

    Uma vida que corra assim-assim.


    José Saramago*

    Beijos*
    Tenha um Lindo Dia!
    Renata

    ResponderExcluir
  16. É vero... na real tudo precisa de limite... embora eu não tenha nenhum... hahahaha!
    E sobre o beijo no coração: tb acho super brega... mas queria te dar um beijo distinto - carinhoso e fraterno - pelo teu comment... daí fiquei entre um bjo no coração ou um bjo no fígado... mas bebendo uísque do jeito que tu bebes teu fígado já deve estar dissolvido (como o meu)... daí foi no coração... mas faz assim... tira do coração e enfia onde quiser... HAHAHAHAHAHA! Bjos na bunda!

    ResponderExcluir
  17. Só não há limites para o meu amor por você.
    Bjux

    ResponderExcluir
  18. há sim limites, e é esse limente que nos torna pessoas boas ou chatas,

    ResponderExcluir
  19. Temos nossos próprios limites. Temos limites impostos pelos outros. Temos limites em tudo nessa vida. ACho que tudo demais ou faz mal, ou fica sem graça. Viva ao limites!!!

    (Quero te agradecer! Seu comentário na minha postagem me fez refletir de uma tal maneira que me fez tomar a decisão certa quando eu pensei tomar uma errada. Obrigado Paulo!)
    ^^)

    ResponderExcluir
  20. Queridão você foi fundo agora hein..no âmago do ser...rs
    Limites?Cada um tem o seu, o meu termina onde começa do outro.Lindo fim de semana....bjsss.

    ResponderExcluir
  21. eu já me limito demais e agora tô bebendo uma taça de vinho (ui). ADolfo vai montar barraca daqui a pouco.

    E em SP eu não vou beber uma gota de álcool. Queridão, eu prezo pelo minhas partes íntimas e eu não vou perder minha virgindade. E apenas o Cavaleiro sem cabeça que vai me desvirginar. Uala!
    (AD avisa que quaisquer comentários fora do comum são produtos do vinho de R$6,00 ingerido por esta pessoa. Favor, desconsiderar).

    ResponderExcluir
  22. Eu me perdi no que ia te escrever quando li a declaração do Wanderley pra ti...

    só me resta te deseja um finde maravilhoso.

    beijos, queridão!

    ResponderExcluir
  23. Olá Paulo! Não apenas retribuindo a visita como degustando a delícia que é o seu blog. Quanta coisa boa você tem aqui!!!
    Percebe-se claramente o seu equilíbrio (ou busca por) em todos os seus textos. Com o tempo vou percorrendo o seu trabalho com mais calma.
    Vi no seu perfil que é veterinário e filósofo e isto me atraiu um pouco mais. Sou um apaixonado por animais. Sou criador registrado de cães sharpeis que são a minha vida! E sobre a filosofia - vou falar baixinho, porque quase ninguém sabe..rs - veja só: meu nome é Heráclito.

    Muito prazer, querido! Certamente vou passar muito por aqui ;)

    Bjss

    ResponderExcluir
  24. Bom dia! Adorei o post e adorei a minha apresentação em um dos posts anteriores! valews mesmo! Eu tb acho que existe um limite para ser profundo! Pq é necessário flutuar entre o plano instrospectivo e a consciência social! Abraços!

    ResponderExcluir
  25. Que bonito esse texto, Paulo!

    Bom é não ter que economizar-se, né? ^^

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  26. Excelente texto, Paulo! Limites são bons para nos fazer ir, enxergar além, ousar...

    brigado pelo comment lá, queridao. o que mais me preocupa, mesmo, é o estado de saúde da minha avó. as coisas da universidade tá dando pra adiantar, ainda mais com as festas juninas, que nos dão feriados por aqui.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  27. Paulo!
    Passando pra te ler, pra
    dizer que estou ausente pq estou no RJ,isso aqui ferve.Não para a exatos 7 dias,n volto pra o ES hj a noite, dai segunda volto a frequentar a blogosfera
    como sempre.
    Saudades daqui .
    ah sim acredita q tive a honra de conhecer pessoalmente um amigo ja 4 anos de net ele é de de Pouso Alegre e nos encontramos no Rio.Adorei.Agora e ele vamos marcar em BH .Adoro essas delícias de encontros que deixam se ser virtuais.
    Bjins entre sonhos e delírios

    ResponderExcluir
  28. Os limites vão além do bom senso... muitas vezes devemos ser objetivos nos limites... pois confiar somente no bom senso, você pode te ou deixar os excessos tomar conta....

    Abçs

    ResponderExcluir
  29. .
    limites
    .
    buscas
    .
    apreensões
    .
    excessos

    somos tantos


    estava com saudade
    andei por um mundo esquisito
    de silêncio
    [rs]
    beijos, amigo Braccini

    ResponderExcluir
  30. Sempre bom vir aqui

    sempre importante superar limites de algumas coisas e manter em outras,conseguindo o tal equilibrio

    afagos saudosos

    ResponderExcluir
  31. Olá, querido!
    Sabe o que uma das Alminhas puras que delata/deleta os nossos Blogs gratuitamente de 7 em 7 dias? Sabe o que fez hoje? O Eu e daí? Que está lá como sempre esteve porque é limpinho! E agora, vou falar: FUCK HER!

    Bom dia, Paulinho*
    Beijos*
    Renata Maria Parreira Cordeiro

    ResponderExcluir
  32. Limites são necessários para guiar nosso olhar. Sem um limite estabelecido, as ligações possíveis seriam tantas, que facilmente enlouqueceriam qualquer ser humano normal...

    Mas que é normal nessa vida?

    Beijos Paulo!

    ResponderExcluir
  33. Gostei por demais do texto...não quero ser repetitiva, mas você é de um bom gosto incrível meu querido.
    Quando fico sem aparecer, por falta de tempo, chego aqui e leio, e releio, e leio...e amo por demais.

    Beijos cheios de carinho dessa sua amiga que te gosta muito.

    Linda tarde de domingo.

    ResponderExcluir
  34. Paulo
    amo o que vcescreve a tempos te sigo mesmo antes d pirar de vez rs.
    Há um limite para saber viver..

    Bjs
    Insana

    ResponderExcluir
  35. Ei Paulo.
    Comentei la no Wanderley por agora
    citei seu nome, la no post
    da bebezinha.Da uma olha pq acho vc um genio.

    Fora isso , passa la nesse
    blog novo e deixa sua opinião la, quando escrevi a matéria
    pensava em saber a opinião de 3 pessoasem especial:a sua,do Wanderley e do Guara.
    Passa la.
    Bjins

    ResponderExcluir
  36. sem post novo: não tem problema volto depois bom começo de semana.

    ResponderExcluir
  37. aiai,eu ando empurrando esse negócio aí de limites.
    bjo

    ResponderExcluir
  38. Obrigado amigos ... bjux a todos ...

    ;-)

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin