sexta-feira, 2 de abril de 2010

A Síndrome da Letra P


Desconfie sempre das coisas que começam com a letra P ,
Por exemplo:
P romessa,
P roblema,
P edido,
P romissória,
P odre,
P residente,
P olícia,
P olítico,
P eido,
P izza..
P izza???


- Vixe, ainda mais quando é


P reparada no
P alácio do
P lanalto e servida
P or
P arlamentares ao
P obre e
P atético
P ovo brasileiro!
P uta que
P ariu! Eu ainda não havia
P ensado nisso! Que
P erigo!
P utz!
P ois é...


PT Saudações


P S: P aulo começa com P, P uta que P ariu outra vez ...


A ropósito, o aulo Navarro, em sua coluna no jornal ampulha deste final de semana, registrou a seguinte frase: 


"O DEM leva na meia, o PT na cueca, e o P ovo, leva no mesmo lugar de sempre."


Contribuição via e-mail . Obrigado Vanda


Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

29 comentários:

  1. http://www.youtube.com/watch?v=bf2ltz434Qs&feature=related
    veja ai tb algumas curiosidade sobre a letra P


    A letra "P" - Apenas a língua portuguesa nos permite escrever isso:

    Pedro Paulo Pereira Pinto, pequeno pintor português, pintava portas, paredes, portais. Porém, pediu para parar porque preferiu pintar panfletos. Partindo para Piracicaba, pintou prateleiras para poder progredir.

    Posteriormente, partiu para Pirapora. Pernoitando, prosseguiu para Paranavaí, pois pretendia praticar pinturas para pessoas pobres. Porém, pouco praticou, porque Padre Paulo pediu para pintar panelas, porém posteriormente pintou pratos para poder pagar promessas.

    Pálido, porém personalizado, preferiu partir para Portugal para pedir permissão para papai para permanecer praticando pinturas, preferindo, portanto, Paris.

    Partindo para Paris, passou pelos Pirineus, pois pretendia pintá-los. Pareciam plácidos, porém, pesaroso, percebeu penhascos pedregosos, preferindo pintá-los parcialmente, pois perigosas pedras pareciam precipitar-se principalmente pelo Pico, porque pastores passavam pelas picadas para pedirem pousada, provocando provavelmente pequenas perfurações, pois, pelo passo percorriam, permanentemente, possantes potrancas.

    Pisando Paris, pediu permissão para pintar palácios pomposos, procurando pontos pitorescos, pois, para pintar pobreza, precisaria percorrer pontos perigosos, pestilentos, perniciosos, preferindo Pedro Paulo precaver-se.

    Profundas privações passou Pedro Paulo. Pensava poder prosseguir pintando, porém, pretas previsões passavam pelo pensamento, provocando profundos pesares, principalmente por pretender partir prontamente para Portugal. Povo previdente! Pensava Pedro Paulo... Preciso partir para Portugal porque pedem para prestigiar patrícios, pintando principais portos portugueses. – Paris! Paris! Proferiu Pedro Paulo.

    Parto, porém penso pintá-la permanentemente, pois pretendo progredir. Pisando Portugal, Pedro Paulo procurou pelos pais, porém, papai Procópio partira para Província. Pedindo provisões, partiu prontamente, pois precisava pedir permissão para papai Procópio para prosseguir praticando pinturas.

    Profundamente pálido, perfez percurso percorrido pelo pai. Pedindo permissão, penetrou pelo portão principal. Porém, papai Procópio puxando-o pelo pescoço proferiu: Pediste permissão para praticar pintura, porém, praticando, pintas pior. Primo Pinduca pintou perfeitamente prima Petúnia. Porque pintas porcarias? Papai – proferiu Pedro Paulo – pinto porque permitiste, porém, preferindo, poderei procurar profissão própria para poder provar perseverança, pois pretendo permanecer por Portugal.

    Pegando Pedro Paulo pelo pulso, penetrou pelo patamar, procurando pelos pertences, partiu prontamente, pois pretendia pôr Pedro Paulo para praticar profissão perfeita: pedreiro! Passando pela ponte precisaram pescar para poderem prosseguir peregrinando.

    Primeiro, pegaram peixes pequenos, porém, passando pouco prazo, pegaram pacus, piaparas, pirarucus. Partindo pela picada próxima, pois pretendiam pernoitar pertinho, para procurar primo Péricles primeiro. Pisando por pedras pontudas, papai Procópio procurou Péricles, primo próximo, pedreiro profissional perfeito.

    Poucas palavras proferiram, porém prometeu pagar pequena parcela para Péricles profissionalizar Pedro Paulo. Primeiramente Pedro Paulo pegava pedras, porém, Péricles pediu-lhe para pintar prédios, pois precisava pagar pintores práticos. Particularmente Pedro Paulo preferia pintar prédios. Pereceu pintando prédios para Péricles, pois precipitou-se pelas paredes pintadas. Pobre Pedro Paulo pereceu pintando...

    Permita-me, pois, pedir perdão pela paciência, pois pretendo parar para pensar... Para parar preciso pensar.

    Pensei. Portanto, pronto pararei.

    P A Z !

    P T

    ResponderExcluir
  2. Certezas assustadoras, contundentes além do suportável. Magnitude: palavra perfeita visto tamanha grandeza de sentimentos. Corroboro com evidente verdade. Em determinado momento da história a vida nos impõe o seu basta esgotando toda e qualquer possibilidade de lutar contra. Perdermos as forças e involuntariamente abrimos a guarda. Assim, um dilema foi estabelecido. Lutar contra: dor infinitamente maior do que lutar a favor. Quando a luta é a favor não há dor, esta é a verdade. Saudade, muuuuita saudade das tuas letras. Com extremo carinho e respeito do mesmo Outono de sempre.
    Algum e-mail para contato?

    ResponderExcluir
  3. sureal , de tão divertido esse post adoorei , bjs

    ResponderExcluir
  4. Pqp,qtos Ps!kkkkkkkk.

    Lembrei dessa musiquinha dO Pato:

    Lá vem o pato
    Pata aqui, pata acolá
    Lá vem o pato
    Para ver o que é que há

    O pato pateta
    Pintou o caneco...

    Beijos,Paulo.

    ResponderExcluir
  5. Pô Paulo! Para pra pensar. Praque postar palavrão? rsrsrsrs
    Bjux

    ResponderExcluir
  6. Bom dia meu querido.

    Adorei por demais esta postagem, eita síndrome doída essa...rsrs.

    Super criativo quem a fez.

    Deixo aqui meus beijos pra você e já estou com saudades devoc~e no Rabiscos, quando arrumo um novo amigo e que gosto mesmo dele, ele me faz falta, pois sou carente...^^...rsrs.

    Boa sexta-feira pra você meu querido.

    ResponderExcluir
  7. AHsuahsuahsausa... Nossa tiraram foto do onibus q eu pego p ir a faculdade rsrs... Mto engraçado PAULO rsrs, eeeh neh fazer o que, e continuamos a tomar no lugar de sempre, nem precisa mais de lubrificante... o povo brasileiro já esta acostumado... BJUUUUUUU!!!

    ResponderExcluir
  8. Podre, polícia e peido nem precisa desconfiar. Já é certeza que coisa boa, não é ahauahauhaua

    Beijos Paulo!

    ResponderExcluir
  9. Paulo, vc e seu senso de humor inteligente e muito proveitoso hein.. adogoo essa enegia.. E Pode deixar que tomarei cuidado com as letra "P", mas eu queria conhecer o lugar chamado "Puta que Pariu", diz q existe...enfim rsrs..vou de carro..rsrs

    Mas lendo seu post,me lembrei de algo que meu amigo Pedro me disse: Dand, cuidado com a letra "R", pq vc sempre se apaixona por alguem com nome que começa com "R" sempreee..tem que conhecer o abecedário todo..enfim, meu atual namorado começa com R, meu ex tb, e meus ultimos 3 ficantes tb..fazer o que né rsrs.
    E isso meu querido, passa lá no meu blog, atualizei ontem, espero que goste.

    Bjããão, te adoro!

    ResponderExcluir
  10. HOIASIHASH

    eu ri agora

    kkk

    abraço Paulo

    ResponderExcluir
  11. P? só me lembro de algo que vem de boa raiz, como *Uva*
    Paulo Parreira

    E *Uva* + 100 +++++++++++++++++++++

    Bisous, querido amigo! Tudo do Bom e do Melhor! Felicidades em Páscoa, quer saber? Em todos os dias!

    ******
    Haicais

    BASHÔ (1644-1694)

    Junto ao velho lago
    Uma rã a preparar-se
    E ploc dentro d´água

    Catarata límpida
    Nas vagas imaculadas
    Lua do estio brilha

    Desperta, desperta,
    Tu serás a minha amiga
    Feliz mariposa.

    Ninguém, ninguém toma
    Este caminho, a não ser
    O sol-pôr do outono

    Passa a primavera
    As aves choram, são lágrimas
    Os olhos dos peixes

    Vem vento do rio
    Com quimono de verão
    Frescura da noite

    Montes e jardins
    Vão entrando nas moradas
    Durante o verão

    Retiro de inverno
    Em cima do biombo d´ouro
    Envelhecem pinhos

    Crisântemos sempre,
    Etéreos, adquirem corpo
    Depois da tormenta

    Eis um rouxinol
    Atrás daquele chorão
    Frente ao matagal.

    Aroma de ameixa
    E na hora o sol desponta
    Caminho do monte

    Trad. da Renata Cordeiro*

    + beijos

    ResponderExcluir
  12. XI, me fo**!
    Se eu gostar de uma palavra com P tenho que levar as outras juntas?
    P****!
    ai, nem um pouco fina, né?
    bjo

    ResponderExcluir
  13. Uahuahauah! Demais!
    rsrs... Isso é TOC!!!
    Beijo Paulo!!!!!

    ResponderExcluir
  14. Paulo, putz... Pode Por Pra Passar o PaPo com o blogueiro do Pampublikong????

    hauHAUhauhUAHuahUAHua

    Quero seu comentário!!!

    ResponderExcluir
  15. Paulito... O Lobinho n usa audio, se ele pudesse me dar uma entrevista seria um grande prazer... Qto ao Well.. Se for o Well do parafuso vertical ele foi meu primeiro entrevistado... O link da entrevista dele aki:

    http://yag-nacontramao.blogspot.com/2009/07/nas-garras-do-gato-well-bernard.html

    Na época o blog dele era o "sempre avante no nada infinito"

    ResponderExcluir
  16. PS. vc comentou na entrevista, doido... HAUhauHAUhauHUA

    ResponderExcluir
  17. é... P de A a Z
    oIAJSoiaJsoijAS

    pde de prosseguir ou parar

    ambiguidade do paradoxo proporcionado por uma infinidade de variações letristicas no qu tange a lingua portuguesa..
    pronto....
    por hoje é...
    particularmente isso...




    abraços.
    ótima pascoa e claro
    o conselho em forma de pum.samento do dia:

    se um coelho bater em sua porta pedindo uma cenoura...
    negocie a cenoura por um ovo de páscoa...ou simplesmente fuja...já que coelhos não andam por ai...

    e mta gnt me pergunta..pq semana santa ? pq semana é feminino...
    então semana santa. e não semano santo...mas tem gente tão ruim nesse mundo que chamaria de seManda Santa.... =(
    Faith is the solution

    ResponderExcluir
  18. Putz!

    Rs

    Boa Páscoa, moço.

    Beijos,

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  19. Porra de texto massa Paulo. :-)

    Bom saber que curtiu o filme. Abração.

    ResponderExcluir
  20. Ahhhh!... O Wanderley quebrou minhas pernas!... Eu ía escrever do mesmo jeito que ele... Wanderley sem graça! kkkkkk!!!!

    Paciência. Pratico o palavreado no próximo post da pá virada, tá Paulo?

    Páscoa perfeita pra você!

    Beijoca!

    ResponderExcluir
  21. interessante tudo isso ....
    pababéns pelo blog....legal...!!
    xeroo!

    ResponderExcluir
  22. Tem outra coisa que começa com P e eu A-D-O-R-O.

    hahahahahahahaahha
    Como foi de páscoa, grande Paulo?

    Boa semana, queridão!

    ResponderExcluir
  23. Agora, falando sério, o texto é excelente. Justamente nesse feriado eu li um perfil na piauí sobre o raper GOG, que tem uma música cujas palavras começam sempre com P.

    Xero.

    ResponderExcluir
  24. estamos perto do final... se final houver.
    o capítulo 18, é o último capítulo do livro
    quem já leu o "Continuando assim...", sabe como termina o livro.
    A todos vocês que têm andado por aqui pacientemente , lanço o desafio prometido .
    Antes de publicar o último capítulo , gostava que me dissessem como gostariam de terminar esta história de Alice e André.
    Podem publicar os "vossos finais" nos comentários ou mandar directamente para o mail
    queirozteresam@gmail.com
    Irei postar aqui todos os finais possíveis , todos os "vossos finais" :)
    Estou quase certa que algum de vós encontra o final perfeito.
    está lançado o desafio, para já espero as vossas respostas
    um grande beijo a todos !!

    Teresa

    ResponderExcluir
  25. Raciocinio fertíl do/a autor/a, Maravilha...

    ResponderExcluir
  26. Obrigado meus queridos amigos ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin