segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Atrás do Escuro



Temores e tremores
Grito que sai
Garganta acima
Já é noite
Dobrando a esquina

Tal como sina,
De mim mesmo Caim
Meu ser cortado em mil
Enterrado no jardim
Melhor se jogado na latrina

Não duvide!
Não sonhe!
Não chore!
Lágrimas, lástima, lápide.
É assim, na vida e na morte

De outra sorte
Muito mais duro
Entender as cores.
No escuro breu
Fingir que entendeu...

( ... sorrir engolindo o pranto e pronto. )


Paulo Tácito . Blog Xanadu


Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje... 

26 comentários:

  1. Me identifiquei, principalmente com a parte de fingir, fingir q está tudo bem, que eu não quero jogar tudo pro ar, fingir que eu não estou encolhido na minha propria escuridão. Agora tenho uma nova persperctiva, tks! Bj!

    ResponderExcluir
  2. eu tb Renato ... qdo li este poema do "Xará" ló do blog Xanadu, encantei-me com ele ... a cara de muitas das minhas emoções ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  3. ...sorrir engolindo o pranto e ponto. Gostei, me identifiquei e pronto.
    Bjux

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Wander e Hugo ... o "Xará" é um grande poeta ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  5. Mexeu profundamente comigo...Tem horas que estou assim...Sorrir engolindo o pranto e pronto


    Linda Semana Paulo...
    Abraçu.

    ResponderExcluir
  6. Fingir, seguir viver...sobreviver.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  7. é querido Dand ... comigo foi igual ... bateu forte ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  8. Não duvide!
    Não sonhe!
    Não chore!
    Lágrimas, lástima, lápide.
    É assim, na vida e na morte


    ameeeei

    ResponderExcluir
  9. Fingir, fingir, fingir...
    E no faz de conta tudo é perfeito... "E eu engulo o choro e pronto!"
    Perfeito!!!
    Não preciso falar que me identifiquei né...
    Bju grande!!!

    ResponderExcluir
  10. Muito encantador esse poema, aparentemente fingimos quando o interior esta um beru, um caos onde não se consegue distuinguir nada...

    Primeira vez passando aqui, confesso que me identifiquei. Estou seguindo!

    ResponderExcluir
  11. Nooossaaa!
    Quanta honra, obrigado a todos.Adorei a surpresa de encontrar meus versos comentados aqui.

    Thanks Xará.
    Paulo Tácito

    ResponderExcluir
  12. Obrigado Ná e Jaqueline ... que bom q o poema tocou a todos hoje ... acho q todos estamos em tempos de emoções à flor da pele ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  13. Obrigado a vc "Xará" por toda sua emoção e todo o seu lirismo ... viu como seus versos tocaram a todos por aqui?

    bjux queridão

    ;-)

    ResponderExcluir
  14. Ai, ai... o escuro tem lá seus encantos e sua razão de existir... ehehe!!!
    Sobre teu comment em "offffff": "elementar, meu caro Watson"... hehehe!!!!
    Depois te conto detalhes - sórdidos, claro! Hugzzzzz!!!!

    ResponderExcluir
  15. e QUE encantos o escuro tem eim, querido Fred ... aff ...

    os detalhes ... quero todos ... todos mesmo ... principalmente os sórdidos ... kkkkkkkkkkkkkkk

    bjux no "queixim"

    ;-)

    ResponderExcluir
  16. fingir q tá tudo bem é a parte dificil!!
    abraçooo!

    ResponderExcluir
  17. e põem difícil nisto querido Vanderson ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  18. Nossa, eu tambem me identifiquei com o poema, é escrito num sigelo importantissomo, que é o silencio e pensar em nós mesmo!

    Adorei a postagem, e já to indo visitar o amigo !
    Obrigado pela visita Paulo!!!

    Um Big BEIJAO!!!

    ResponderExcluir
  19. "No escuro breu
    Fingir que entendeu
    Sorrir engolindo o pranto e pronto."

    Praticamente uma réplica do que tem sido a convivência com muitas pessoas a minha volta. Conto as horas para parar de fingir que entendo e cair em prantos, engolindo o sorriso.

    ResponderExcluir
  20. o "Xará é um grande escritor" penso que vc, como amante de poesias vai curtir muito o trabalho dele ... visite-o ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  21. ops Lobo ... caraca ... vc foi tão sensível no seu coment como o Tácito foi em seu poema ... que coment forte, doído, mas ao mesmo tempo lírico ... é isto querido ... o seu dia de glória chegará, e acredite, está mais próximo do que vc imagina ... olhe bem à sua volta ... coisas boas podem estar te espreitando para te conduzir à liberdade sonhada ...

    bjux querido

    ;-)

    ResponderExcluir
  22. Paulo: Que isso, assim fico com vergonha XD.

    Sim, a minha volta é possível ver varias coisas boas que espreitam. Mas muitas delas estão suspensas no ar. Alcançá-las exige todo um processo de construção do caminho.

    Ainda chegará o dia que nem sequer precisarei chorar pelas coisas que hoje me agonizam.

    ResponderExcluir
  23. Lobo: nada do que se "envergonhar" com certeza o dia chegará em que não precisaremos chorar ... para alcançarmos este dia, o mais rápido possível, devemos deixar de lado os medos e as angústias, acreditar em nós mesmos, e irmos à luta de peito aberto, com olhos de águia para melhor visualizar ao nosso redor tudo q é potencialmente bom, com faro de lobo para encontrar tudo q é nosso e finalmente sabedoria para usufruir de tudo isto ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin