quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Adeus Ano Futuro . Uma Dialética do Tempo e da Percepção






O ano está no fim. O calendário me disse:

-O ano está no fim.

Mas... quem disse? Quem falou que o ano está terminando? Poderíamos dizer que este ano está chegando no começo, e que iremos alcançar o final do próximo ano. É uma questão de ponto de vista. Não podemos nos deixar influenciar desta forma.

As pessoas todas se reúnem, se vestem de branco, ficam tomando champagne, e quando o relógio bate 00:00 começam a gritar loucamente:

-AAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH

Todas estão com um ideia semelhante. Logo, ninguém irá recrimina-las por isso.

Eu me olho no espelho, enquanto todos se embebedam. Ouço o som dos fogos. Os pés batendo no chão. A gota de suor que escorre pela minha testa. Mas... quem disse que a gota está escorrendo na minha testa?? Por que não EU que estou subindo enquanto a gota se mantém parada? Continuo me olhando no espelho. Quem é o observador, e quem é o observado? Não há como saber. Ambos possuem movimentos iguais, expressões iguais, sentimentos iguais. Mesmo que se quebre o espelho. Qual realidade foi quebrada? A minha ou a do reflexo? Não é possível de avaliar. O espelho pode ser apenas uma divisão entre os dois mundos, o de lá, e o de cá. E como saber se eu que sou o reflexo? Por que não se considerar o refletido no espelho? Podemos nós ser o reflexo, e o espelho o mundo real. É relativo, o que é, e o que não é. Tudo que é, é por que queremos. Se não queremos, não é. Muito simples. Todo pensamento gera uma realidade concreta. Caso mudemos de pensamento, mudamos a realidade. Você pode dizer que poderíamos pensar em algo que...

-Rafael, abre a porta do banheiro! - uma voz grita espancando a porta - Sai daí!

Eu abro a porta. Mal a imagem da garota se forma em meu cérebro, logo, tornando-a real, um jato de vômito acerta o meu rosto. Ela me empurra e enfia a cabeça no vaso sanitário. Mas, foi o vômito que me acertou, ou fui eu que me lancei contra o vômito? E é ela que está vomitando, ou é o vômito que a expulsa para longe dele mesmo?

-Ah, me desculpe - ela diz envergonhada, enquanto lavo meu rosto.
-Tudo bem, não foi sua culpa. Embora, por um lado... hum, esquece.

Vejo que ela me olha com desejo. Conversamos um pouco sobre coisas que não fazem muito sentido, coisas que não deveriam fazer sentido, nem precisariam fazer. Logo estamos sem roupa, transamos dentro do banheiro vomitado. Mas quem seduziu quem? Para seduzir é preciso se deixar seduzir pelo outro, de certa maneira, o que torna as coisa um tanto relativas. E por que a porra sai de dentro de você? Por que não você que está sendo ejetado da porra, a uma alta velocidade? Quem sabe seja isso que cause a sensação prazer. E...

-Vamos, as pessoas devem estar se perguntando onde nós estamos.
-Ok.

Do lado de fora, o calor e a embriaguez tomam conta do ar. Meus tímpanos ressoam a música que percorre o espaço separador entre eu e a as caixas de som. As pessoas sorriem, emboram não saibam direito o porquê. A Terra se afasta rapidamente dos fogos, fazendo com que explodam longe do chão. Logo o sol vai aparecer. E o sol vai continuar sendo o sol, e a garça estará sempre em cima das nuvens. Pois, afinal de contas, tudo é uma questão de ponto de vista.



Rafael Sperling Blog Somesentido e Blog Desce mais um 


Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

14 comentários:

  1. Paulo querido,
    casualmente ontem eu cheguei a um lugar, com um timoneiro Sábio, e por incrível que pareça eu pensei em mostra-lo a vc, assim como ofertando aos amigos os tesouros da vida. E quando vi seu coments tinha que vim aqui faze-lo:

    http://www.albertolinscaldas.unir.br/

    Ah! E noutra leitura os versos
    funcionam como um olho mágico,
    preparando os chegados à porta.
    Imprimi também pra vc:)
    Abrção

    ResponderExcluir
  2. Bom, esse texto é meio que complexo ( confuso ) é uma dialeto que ele diz que às vezes acabamos com nossa propria dignidade e que destruimos ela aos poucos.
    Meio que fiquei perdido, se poder me ajudar.
    Hehehehehe, mas que foi gostoso a parte do banheiro, ai sim rs!

    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. To be, or not to be....eis a questão.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. UAU!

    Sem palavras, abraço amigo!
    ^^

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito.Você tem se esmerado em trazer o supra-sumo para nós e eu o agradeço por isso.
    Um beijo querido.

    ResponderExcluir
  6. Com toda certeza: tudo é questão de ponto de vista mesmo... hehehe!!!
    Menino... tua adesão ao mkt da campanha da VacaBeauty ficou perfeitaaaa!!! Já estamos providenciando o material impresso... hehehe!!! Abra-hugzzzz!!!

    ResponderExcluir
  7. Tudo depende da condição do observador...

    Paulinho lindo, você é um encanto de pessoa!

    Beijo imenso, menino lindo.

    Rebeca


    -

    ResponderExcluir
  8. Uau... Que texto...

    Fiquei enlouquecido com as palavras...

    ***

    umBeijo!

    ResponderExcluir
  9. Eu adoro tudo o que o Rafael escreve, aquela mente doentia! rs

    ResponderExcluir
  10. Amigos, hoje em correria total, mas não poderia deixar de agradecer a todos voces pelo carinho da presença e pelo registro ... amanhã ponho em dia minhas visitas a cada um de vcs ... bjux "kalientes" nhaaaaaaaa

    Renato, Guará, Glauko, James, Fred, Rebeca e Jota Cê, Arsênico e Athila ...

    ;-)

    ResponderExcluir
  11. Cada um enxerga com a lente que lhe for mais conveniente. O importante é o ponto de vista de cada um ultrapassar o próprio umbigo.


    Paulo, comentei o ultimo post ontem.Pq num foi aceito????????? ^^

    Abraços..Dand.

    ResponderExcluir
  12. Ops ... esqueci de agradecer a vc Louiz ... thanks ... querido, tudo na vida depende do enfoque q damos à nossa percepção sobre os fatos ... o autor apenas quis parodiar nossa prática cultural de festejar a chegada de um ano novo de forma previsível e massificada ... um feliz ano novo pode ser curtido de mil e uma formas ...

    bjux

    ;-)

    Obrigado Dand ... todos os coments que recebi eu aprovei ... não tem nenhum pendente ... confirma por favor se ele não foi publicado mesmo ... alguns coments de ontem só agora tive tempo de autorizar talvez tenha sido isto ... mas pode ter certeza que não desaprovei nenhum coment ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  13. Ah, legal você ter postado, Paulo!
    Fico feliz de ver que algumas pessoas gostaram do meu texto!
    Abração

    ResponderExcluir
  14. Valeu Rafael ... não tem como não gostar de coisa tão boa nOn eh? parabéns mais uma vez pelo texto e obrigado pela autorização para compartilha-lo ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin