sábado, 12 de dezembro de 2009

Cartas de Amor





Todas as cartas de amor são
Ridículas.
Não seriam cartas de amor se não fossem
Ridículas.

Também escrevi em meu tempo cartas de amor,
Como as outras,
Ridículas.

As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.

Mas, afinal,
Só as criaturas que nunca escreveram
Cartas de amor
É que são
Ridículas.

Quem me dera no tempo em que escrevia
Sem dar por isso
Cartas de amor
Ridículas.

A verdade é que hoje
As minhas memórias
Dessas cartas de amor
É que são
Ridículas.

(Todas as palavras esdrúxulas,
Como os sentimentos esdrúxulos,
São naturalmente
Ridículas.)



Fernando Pessoa



Paulo Braccini
enfim, é o que tem pra hoje...

8 comentários:

  1. Fernando Pessoa é o amor vivo em letras

    ResponderExcluir
  2. Pessoa is the best ...

    bjux Serginho

    ;-)

    ResponderExcluir
  3. AUTOPSICOGRAFIA

    O poeta é um fingidor.
    Finge tão completamente
    Que chega a fingir que é dor
    A dor que deveras sente.

    E os que lêem o que escreve,
    Na dor lida sentem bem,
    Não as duas que ele teve,
    Mas só a que eles não têm.

    E assim nas calhas de roda
    Gira, a entreter a razão,
    Esse comboio de corda
    Que se chama o coração.

    Fernando Pessoa (in "Mensagem")

    ResponderExcluir
  4. Amei.....o gostoso mesmo de amar é ser ridículo.....quase infantil, sem malícia......aquela coisa gostosa em que não há pecado.

    Pois é, viva as cartas, de amoer, viva o amor "ridículo".

    bjs, até.

    ResponderExcluir
  5. obrigado pelo carinho ... a sensibilidade de vcs Abdoul e Alexandre, enriquecem este post ...

    bjux

    ;-)

    ResponderExcluir
  6. Amo demais...o Fernando.

    Quem me dera no tempo em que escrevia
    Sem dar por isso
    Cartas de amor
    Ridículas.


    Beijão Paulo

    ResponderExcluir
  7. Pessoa e sua sensibilidade e lirismo ... fantástico mesmo ...

    Bjux Scary e Hugo

    ;-)

    ResponderExcluir

então! obrigado pela visita e apareça mais, sempre teremos emoções para partilhar.

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin